JF. terça-feira 25 abr 2017
OUÇA AGORA
Publicidade
10 de janeiro de 2017 - 03:00

4 hábitos para melhorar sua liderança

Por Tribuna

Marcelo Germano<

Fundador do Projeto Passarela, seletiva de atores e modelos da América Latina

<

“Se algo aconteceu e não nos agradou, temos que esquecer, já que o que passou não faz mais parte da gente e não temos como reverter”

Em outubro, embarquei para os Estados Unidos para uma missão: fazer o curso do coaching Tony Robbins. Conheci o trabalho dele por acaso. Estava na Netflix e resolvi assistir ao documentário “Tony Robbins: eu não sou o seu guru”. Fiquei muito interessado, comovido e impressionado com o trabalho que ele faz com as pessoas. Durante os quatro dias de treinamento com Robbins, aprimorei minha forma de lidar com as emoções e os sonhos das pessoas. Senti a necessidade de me blindar emocionalmente para poder ser uma referência como descobridor de talentos para as mais de 150 mil crianças e adolescentes que passam pelas seletivas que realizamos por todo o Brasil com o Projeto Passarela e a Seletiva Marcelo Germano. Por isso, destaco abaixo quatro pontos principais que eu levo dessa viagem para sempre na bagagem:

Crenças: crenças são os filtros pré-arranjados e organizados para a nossas percepções do mundo. Quando acreditamos, com convicção, que alguma coisa é verdade, mandamos um comando para o nosso cérebro de como representar o que está acontecendo. Além disso, todos nós temos crenças que ficam enraizadas em nossa alma, fazendo com que a nossa caminhada fique travada. Durante o curso com Tony Robbins, fizemos um trabalho muito forte para jogar todas essas crenças fora, pois o passado não nos pertence. Se algo aconteceu e não nos agradou, temos que esquecer, já que o que passou não faz mais parte da gente e não temos como reverter.

Fisiologia: fala-se muito sobre a importância da fisiologia. Se nos portamos de uma maneira positiva e alerta, nosso cérebro entenderá que estamos em um estado melhor do que o normal. É fundamental colocarmos o nosso corpo em primeiro plano. Sendo assim, é necessário ter uma alimentação saudável, exercitar o corpo e aprender a respirar. Mais de 60% da apostila que recebemos no curso foi baseada em alimentação, pois, se você tem uma alimentação saudável, sua energia dobra.

Gratidão: o curso ensina a sermos gratos por cada pequena realização do dia. Isso é fundamental. Sem esse exercício diário, as pessoas ficam depressivas e tristes, pois não somos estimulados a celebrar as pequenas vitórias, e isso faz com que as pessoas se sintam menores. A gratidão pela vida, pelo coração batendo, pelo entendimento do nosso corpo, por acordar bem e por tudo aquilo que temos é essencial para ter uma vida melhor.

Estado de excelência: um estado pode ser definido como a soma total de nossa experiência a qualquer hora e momento. Sendo assim, entender nossos estados é a chave para apreender as mudanças e conseguir a excelência. E o comportamento é o resultado do estado em que estamos. Então, se a gente se dedicar, dez minutos por dia, a uma boa respiração, a um bom trabalho de gratidão e a um bom entendimento das coisas positivas, a gente consegue manter diariamente um bom estado de excelência. Se você trabalha todos os dias de uma forma disciplinada e começa a compreender o domínio do seu corpo e da sua respiração, você alcançará o estado de excelência.

Publicidade

Top