JF. quinta-feira 25 mai 2017
OUÇA AGORA
Publicidade
18 de maio de 2017 - 12:59

Ato na Câmara lembra crianças e adolescente vítimas de violência sexual

Por Tribuna
baloes-leo

Quantidade representa o número de crianças e adolescentes que foram vítimas de algum tipo de violência sexual na cidade entre 18 de maio 2016 até hoje (Foto: Leonardo Costa)

Trezentos e dez balões foram soltos na escadaria da Câmara Municipal de Juiz de Fora em um ato que marca o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, lembrado nesta quarta-feira (18). A quantidade representa o número de crianças e adolescentes que foram vítimas de algum tipo de violência sexual na cidade entre 18 de maio 2016 até hoje. Os números são do Protocolo de Atendimento ao Risco Biológico Ocupacional e Sexual (Parbos), do Hospital de Pronto Socorro (HPS), e representam o número de atendimentos de vítimas no setor.

Os dados chamam atenção para uma situação preocupante: além de ser registrado quase um caso a cada dia, a maioria das vítimas tem menos de 12 anos de idade. Apenas este ano, já foram 40 atendimento de crianças até 12 anos e outros 32 para vítimas com faixa etária entre 12 e 18 anos.

Além do ato, a Comissão Especial de Combate à Pedofilia da Câmara Municipal promoveu duas palestras. O objetivo do evento foi mobilizar a sociedade e convocá-la para o engajamento contra a violação dos direitos sexuais de crianças e adolescentes. A data é lembrada nacionalmente. Neste dia, em 1973, uma menina de 8 anos de idade, em Vitória (ES), foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada. Seu corpo apareceu seis dias depois, carbonizado, e os seus agressores nunca foram punidos.

Com a repercussão do caso e forte mobilização do movimento em defesa dos direitos das crianças e adolescentes, 18 de maio foi instituído como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Publicidade


*

Restam 500 digitos

 

Top