Cadê os compactadores à vapor do Parque da Lajinha? Alguém sabe? Alguém viu?

Por Dudu Mazzei

16/07/2017 às 20:50hs - Atualizada 17/07/2017 às 13:41hs

Cadê os rolos compactadores do Parque da Lajinha? Alguém sabe? Alguém viu?

Em 2008, resolvi atender à um apelo de minha esposa Joyce: fazer faculdade de jornalismo e me tornar um jornalista formado, depois de atuar por mais de 20 anos como jornalista “clandestino”.

E o meu sonho de estudante de jornalismo era de um dia, já formado, fazer uma matéria sobre a história dos dois raros rolos compressores à vapor – ou macadamizadoras, expostas no Parque da Lajinha, aqui em Juiz de Fora. Sabia que estavam sendo corroídas pela ferrugem.  Daquele jeito durariam poucos anos. Algo precisava ser feito para que eles não se “desmanchassem” pela corrosão.

Minha ideia era de fazer uma matéria e uma campanha para que eles fossem restauradas e depois expostas em instalações mais adequadas.

Quando crianças, meus filhos Tico e Pepê tiveram a chance de brincar com as compactadoras à vapor do Parque da Lajinha. Esta fotografia eu fiz em torno de 2005.  Foto: Dudu Mazzei

Triste surpresa

Um belo dia, fui visitar o Parque da Lajinha, devidamente reformado no final administração do prefeito  Custódio Mattos. Não as vi. Rodei, por todo o parque, procurei por uma cobertura, galpão e até mesmo no relento. Nada! D E S  A P E R E C E R A M !!!

Como uma máquina deste tamanho, pesada e de grande valor histórico simplesmente “desaparece”? Imagine então duas unidades… Foto: Dudu Mazzei

Comecei uma busca: ninguém sabia ou queria me informar. Publiquei na revista O Que Nos Move que eu fazia naquela ocasião. Várias pessoas fizeram contato comigo. Uma das pistas segui até o fim. Era de uma suposta doação para o Museu Rodoviário de Levy Gasparian (RJ), cidade que fica cerca de 50 km de Juiz de Fora. Fui lá e achei outras, mas não as daqui.

Segui outras dicas, sem sucesso. Até hoje alimento um sonho: quero vê-las recuperadas, reparadas, restauradas e expostas em local protegido e de destaque.

Não me interesso muito em saber quem promoveu este sumiço sinistro. Prefiro resgata-las! Conto com sua ajuda para que isso aconteça! Vamos nos movimentar, agitar, pesquisar, buscar informações, pedir ajuda às autoridades? Conto com vocês!

Uma máquina movida à vapor admirada e preservada em todo o planeta, que em Juiz de Fora simplesmente “evaporou”. Foto: internet

O que são macadamizadoras?

São rolos compressores movidos à vapor, utilizados para fixar e nivelar pedras empregadas na pavimentação de estradas nos séculos passados. Um dos tipos de pedra comum na época era chamado de macadâmia. Daí o nome da máquina em nossa região ser macadamizadora. Em outros países são também são chamadas de pata de cabra, compactadoras e rolo compactador. Servem para compactar vários tipos de pavimentação de vias. Muitas delas foram usadas na construção da Estrada União e Indústria – conhecida como a primeira rodovia pavimentada da América Latina, que completou em junho deste ano 156 anos.

O conteúdo continua após o anúncio
Olha só que chique este exemplar decentemente restaurado. Foto: internet

As duas de JF “desaparecidas”, segundo alguns historiadores, trabalharam nas obras da Estrada União-Indústria no século 19. Possuem, além de tudo, interessante valor histórico. Raros exemplares sobreviveram. Conheço as de Poços de Caldas (MG) e de Rio Negro (PR), ambas em lugar de destaque na região central, devidamente restauradas, pintadas e reluzentes.

O exemplar de Rio Negro, por exemplo, foi fabricado em 1929 pela Berliner Maschinenbau A. G., conhecida fabricante de locomotivas ferroviárias. Esta empresa foi fundada em 1852 por Robert Louis Victor Schwartzkopff em Berlim, Alemanha.

Na Europa, operários posam para foto ao lado de um rolo compactador. Foto: internet

Participe

Me ajude a encontrar estes dois rolos compactadores do Parque da Lajinha.

Se você preferir sigilo, faça contato pelo meu Whatsapp: 32 987043483.

Divulgue, opine, envie dúvidas, críticas e sugestões para mim.

No Facebook: Alexandre Dudu Mazzei.

Toda segunda feira na Rádio CBN de Juiz de Fora, às 10h45 da manhã, tem CBN Autos com Dudu Mazzei. Sintonize AM 1.010 ou entre no portal do jornal Tribuna de Minas, clique no ícone da CBN ou baixe o aplicativo e assista do seu smartphone ou tablet. Ou ouça o Podcast no aqui no site da Tribuna de Minas

 

 

Dudu Mazzei

Dudu Mazzei

Nascido e criado em JF, formado em Técnico de Mecânica no CTU da UFJF, mecânico desde 1984, tenho uma oficina de carros desde 1986, sou jornalista e fotógrafo desde 1989. Participo de provas de automobilismo há mais de 35 anos como mecânico/preparador, fotógrafo ou jornalista. Às vezes, todas as funções ao mesmo tempo. Sou também consultor automobilístico e instrutor de mecânica de autos.

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia