Publicidade

22 de Maio de 2014 - 06:00

Pacote Econfort apresenta 40 novidades que serão lançadas até julho nas linhas Actros, Axor e Atego

Por Tribuna

Compartilhar
 
Cabine do Actros vem com ar-condicionado que funciona com o motor desligado, rádio e volante multifuncional e 34 porta-objetos
Cabine do Actros vem com ar-condicionado que funciona com o motor desligado, rádio e volante multifuncional e 34 porta-objetos

Economia, conforto, força e desempenho é o que promete a Mercedes-Benz ao lançar o conceito Econfort para suas linhas de caminhões pesados e extrapesados: Actros (fabricado em Juiz de Fora), Axor e Atego (produzidos na planta de São Bernardo do Campo). O pacote de novidades é fruto de um investimentos de R$ 300 milhões que a montadora fará no período 2014-2015 para incluir novas tecnologias aos seus veículos comerciais.

Actros oferece gerenciamento inteligente de frenagem e conta com ABS, ASR, EBD, freio-motor Top Brake, bloqueio de deslocamento em rampa e freios a disco

Para o Actros 2546 6x2, a Mercedes já disponibiliza eixos traseiros sem redução nos cubos, novidade que se estenderá aos caminhões 6x4 a partir de julho. Isso aumenta a oferta de soluções focadas no transporte rodoviário de longas distâncias, atendendo às configurações de bitrem com PBTC de 57 toneladas e bitrenzão/rodotrem com PBTC de 74 toneladas.

O principal benefício da utilização dos eixos sem redução nos cubos é a melhora no rendimento mecânico, o que resulta em menor consumo de combustível.

Nos modelos Actros 6x2 está disponível o eixo traseiro Mercedes-Benz HL-8 (60 toneladas de CMT). Para os modelos Actros 6x4 rodoviários, os eixos são os Mercedes-Benz HD-6/HL-6 (80 toneladas de CMT).

O câmbio totalmente automatizado Mercedes PowerShift, sem pedal de embreagem e sem anéis sincronizadores, é oferecido como item de série em toda a linha de caminhões Actros, tanto rodoviários quanto fora de estrada. O Mercedes PowerShift do Actros vem equipado com sensor de inclinação de via, que proporciona troca de marchas mais rápida.

Assim como nos caminhões Atego e Axor, na linha Actros o Mercedes PowerShift conta com as funções "Power" (troca de marchas em rotações mais altas para subidas e ultrapassagens), "EcoRoll" (transmissão em neutro para economia de combustível) e "Manobra" (controle preciso do veículo para manobras e movimentações no pátio). Além disso, os caminhões da linha Actros contam com a função "Balanceio", que oferece um auxílio extra para sair de atolamentos.

Atego

O conceito Econfort no novo Atego 2430 6x2 traz câmbio automatizado Mercedes PowerShift, novo eixo traseiro, cabina com nova suspensão, interior renovado e o maior torque da categoria, até 32% maior que os concorrentes. O semipesado é até 6% mais econômico em relação ao seu antecessor. O sistema de gestão de frota FleetBoard, que já sai de fábrica com a função de rastreamento, estará disponível para toda a linha Atego a partir de julho.

"O Atego 2430 6x2 é a nova referência na linha de semipesados", afirma Gilson Mansur, diretor de Vendas e Marketing de Caminhões da Mercedes-Benz do Brasil. De acordo com o executivo, com as novidades introduzidas no Atego 2430 6x2, a Mercedes-Benz projeta alavancar de forma significativa sua participação no segmento de semipesados, o segundo maior do mercado, com 30% do volume total de caminhões vendidos no país. "Como 70% deste segmento são de modelos 6x2, o novo Atego 2430 vai nos trazer maior competitividade frente aos concorrentes da categoria".

O Atego 2430 6x2 é o primeiro caminhão semipesado da marca a receber o câmbio totalmente automatizado Mercedes PowerShift (item opcional) e a nova geração do eixo traseiro HL-4 com nova relação de redução (i=3,58).

O Mercedes PowerShift G-211, disponível para o Atego 2430 6x2, traz três novas funções - EcoRoll, Power e Manobra - que agregam mais desempenho, economia e conforto. O câmbio totalmente automatizado otimiza o consumo de combustível.

Os caminhões extrapesados Axor apresentam câmbio automatizado Mercedes PowerShift com funções inteligentes, motores BlueTec 5 e eixos traseiros sem redução nos cubos. Para as versões 6x2 e 6x4 foram disponibilizados eixos traseiros sem redução nos cubos rodoviário. Isso aumenta a oferta de soluções ainda mais econômicas para longas distâncias, atendendo às configurações de semirreboques de três eixos convencionais e distanciados com PBTC (Peso Bruto Total Combinado) de 48,5 a 53 toneladas, bitrem com PBTC de 57 toneladas e bitrenzão/rodotrem com PBTC de 74 toneladas.

Com a introdução desses eixos, os cavalos-mecânicos Axor 2536, 2541 e 2544 6x2 passam a ser equipados com a transmissão

Mercedes PowerShift G-281 de 12 marchas com última marcha direta. Já o Axor 2641 e o 2644 6x4 recebem o câmbio Mercedes PowerShift G-330 de 12 marchas.

Nos caminhões Axor 6x2 estão disponíveis os eixos Mercedes-Benz HL-6 (indicado para composições com até 50 toneladas de CMT - Capacidade Máxima de Tração) e Mercedes-Benz HL-8 (60 toneladas de CMT). Para os Axor 6x4 rodoviários, os eixos são os Mercedes-Benz HD-6/HL-6 (80 toneladas de CMT). Os consagrados eixos traseiros com redução nos cubos, os Mercedes-Benz HL-7 e HD-7/HL-7, continuam sendo oferecidos para toda a linha Axor com motor OM 457.

Um dos destaques dos modelos Axor 4x2, 6x2 e 6x4 é o câmbio totalmente automatizado Mercedes PowerShift, sem pedal de embreagem e com três funções inteligentes. O "EcoRoll" coloca a transmissão do veículo em neutro quando não há demanda de torque. Isso ocorre de forma segura e controlada, sem a intervenção do motorista. O modo "Power", acionado por uma tecla no painel, permite, durante dez minutos, trocas de marchas em rotações mais altas a fim de facilitar ultrapassagens ou vencer aclives mais íngreme. Já a função "Manobra" propicia um controle preciso do veículo na movimentação em pátios e em manobras.

Galeria de Imagens

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o subsídio do Governo vai alavancar a aviação regional?