Publicidade

29 de Maio de 2014 - 06:00

Com câmbio manual e motor flex, Fiat 500 Sport Air alia charme e bom desempenho

Por RAPHAEL PANARO

Compartilhar
 
A versão Sport Air parte de R$ 51.690 com câmbio manual  e R$ 55.910 quando equipada com a caixa automática
A versão Sport Air parte de R$ 51.690 com câmbio manual e R$ 55.910 quando equipada com a caixa automática

Quando a Fiat trouxe o charmoso 500 em 2011, a menor das preocupações da marca italiana era com o número de vendas. O objetivo do subcompacto era dar uma boa imagem à fabricante e ter um modelo divertido, que se distinguisse do resto da linha. Porém, no ano seguinte, o pequeno veículo emplacou quase 16 mil carros - mais de 1.300 ao mês. Passada a novidade, o apelo diminuiu e entrou em vigor o Inovar-Auto e o regime de cotas - o 500 vem do México e divide as importações com o utilitário Freemont. Mas, mesmo assim, o carrinho vendeu 600 unidades mensais em 2013. Nesse mesmo período, o 500 ficou "mais brasileiro" e ganhou a tecnologia flex. E o "fôlego" continua em 2014 onde, até abril, 2.352 unidades foram comercializadas. Atualmente, o modelo possui três versões. A Sport Air não é a campeã de vendas - corresponde a apenas 12% das quase 600 unidades que a gama do Cinquecento emplaca por mês. Mas, com certeza, é a mais esportiva.

Antes de estrear na linha do 500, o propulsor bicombustível passou por uma bateria de testes. Foram quase 15 mil horas de desenvolvimento, envolvendo mais de dez mil horas de testes de confiabilidade e cerca de um milhão de quilômetros rodados. Dentre as inúmeras modificações, os engenheiros da marca italiana trocaram os pistões para elevar a taxa de compressão do motor e, assim, otimizar a queima do etanol. Ela passou de 10,8:1 para 11,7:1. Outra alteração foi a recalibração do sistema MultiAir, que dá nome ao motor. Trata-se de um atuador eletro-hidráulico nas válvulas, que permite um controle dinâmico e direto do ar admitido pelo motor, controlando também indiretamente a combustão. Essas alterações permitiram ao propulsor entregar 107 cv de potência e 13,8 kgfm de torque. Os números, quando abastecido com gasolina, seguem em 105 cv e 13,6 kgfm.

Na versão Sport Air, o trem de força pode ser completado por uma transmissão manual de cinco marchas ou automática de seis velocidades. Junto do motor flex, a gama do 500 ganhou bons equipamentos. E a versão Sport Air traz de série ar-condicionado, direção elétrica de dois estágios, controles de estabilidade e tração, airbags frontais e laterais, ABS com EBD, rádio/CD/MP3, computador de bordo, trio elétrico, apoio de braço central, volante revestido em couro com comandos do rádio, faróis de neblina, airbags laterais e cruise control. Essa configuração é a única a vir equipada com rodas de liga leve de 16 polegadas, com um design bastante moderno. A versão Sport Air parte de R$ 51.690 com câmbio manual e R$ 55.910 com a caixa automática.

Entretanto, os preços podem ir muito além disso com o pacote de opcionais - que deixam o "carrinho" ainda mais interessante. Por R$ 2.531, o Kit Luxury 1 torna o ar-condicionado digital e adiciona o sistema de áudio Blue & Me com Bluetooth, entradas USB e para Ipod e comando por voz. O pacote ainda inclui o som premium Alpine. Já o Kit Sport deixa o habitáculo mais requintado com bancos revestidos em couro, retrovisor interno eletrocrômico e teto solar elétrico. Para ter esses itens é preciso desembolsar R$ 3.701. Quanto à segurança, o Cinquecento é bem fornido, mas o Kit Safety dá ao compacto mais equipamentos, como airbags de cortina e ainda uma bolsa de joelho para o motorista - o kit custa R$ 1.594.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você aprovou a seleção convocada por Dunga?