Publicidade

01 de Maio de 2014 - 06:00

Por AUGUSTO PALADINO

Compartilhar
 

ONDA DO MARKETING

A parceria entre a divisão de motovelocidade da Honda e a petrolífera espanhola Repsol é uma das mais emblemáticas do setor. E a parte brasileira da fabricante japonesa "subiu na garupa" dessa tradição. A partir da segunda quinzena de maio, será lançada uma edição especial e limitada da CB 300R com grafismos inspirados no bólido RC213V, utilizado pela Honda na MotoGP. A versão comemora a conquista do campeonato em 2013 e tem preço de R$ 12.040. O motor é monocilíndrico de 291,6cm³ com injeção eletrônica, que produz potência de 26,5cv e torque de 2,8kgfm.


IMAGINAÇÃO REAL


Aprendizes e instrutores de duas fábricas da BMW "inventaram" uma picape derivada do Mini Cooper S Paceman. O modelo inglês teve a parte de trás cortada para dar lugar a uma curta caçamba. O estepe vai no bagageiro no teto, a suspensão é elevada e tem snorkel, faróis de longa distância e pneus off-road. O motor 1.6 litro turbinado de 184cv trabalha com um câmbio manual e tração integral. A fabricante jura que não há planos para produzi-lo.


TRATAMENTO VIP

A McLaren está investindo alto no "novato" 650S. O superesportivo ganhou acessórios da divisão de operações especiais da marca britânica - MSO. Para as versões cupê e conversível, foram adicionados defletor dianteiro, lâminas laterais - semelhantes às do Audi R8 - e difusor traseiro feitos numa combinação de plástico e fibra de carbono. As rodas especiais - mais leves - contam com pneus desenvolvidos pela Pirelli. O interior pode receber bancos de competição em fibra de carbono - como no híbrido P1 - com encosto fixo e acabamento em couro.


FÚRIA OLEOSA

A pequena fabricante inglesa de automóveis Trident começou a vender o carro a diesel mais veloz do mundo. São duas versões: o fastback atende pelo nome de Iceni Magna e a perua chama-se Iceni Venturer. Para ostentar tal título, a marca instalou um motor V8 6.6 litros com potência de 395cv e torque de impressionantes 98,5kgfm. Com uma transmissão automática de seis marchas, os modelos chegam a 306km/h, com zero a 100km/h em 3,7 segundos. Há ainda pacotes de performance que elevam a potência para 430cv ou 660cv. O preço parte de 96 mil libras - cerca de R$ 362.500.


LIMPINHO


Se depender da Nissan, os lava-jatos estão com os dias contados. A marca japonesa apresentou um protótipo baseado no hatch Note auto-limpante. Segundo a fabricante, o modelo repele óleos, lama, chuva e qualquer sujeira automaticamente. Basicamente, a "mágica" está na tinta do veículo, chamada Ultra-Ever Dry. Ela mantém uma camada isolante de ar entre a pintura e o ambiente, o que impede água e a sujeira de tocarem na superfície do automóvel. Apesar de monitorar os testes com a tinta, a Nissan não tem planos para tornar a pintura um item "de fábrica".


AMPLO PROBLEMA

A Chevrolet ampliou o recall dos modelos Agile e Classic, feitos na Argentina. Além das unidades produzidas em outubro e novembro, agora entram no chamado 192 unidades produzidas em dezembro de 2013. O defeito é o excesso de torque na porca do cubo da roda traseira, que cria o risco de superaquecer a peça e travar ou soltar as rodas em movimento. O serviço inclui a troca do rolamento e o reaperto da porca. Mais informações no site oficial da marca.


ESPÍRITO LAMEIRO

A Chevrolet apresentou na Indonésia uma versão da minivan Spin com apelo aventureiro. Batizada de Activ, ela comemora o primeiro ano de vendas do modelo no mercado asiático e dá indícios do carro que pode ser vendido futuramente no Brasil. Para enfatizar a estética off-road, o modelo ganhou elementos como proteções nos para-lamas, parte dos para-choques em plástico preto, difusor de ar na traseira e rack no teto. Por aqui, especula-se que a Spin "aventureira" teria estepe na tampa traseira.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que alertas em cardápios e panfletos de festas sobre os riscos de dirigir sob efeito de álcool contribuem para reduzir o consumo de bebidas por motoristas?