Publicidade

26 de Fevereiro de 2014 - 15:48

Por Tribuna

Compartilhar
 

Foi publicado o edital para o processo seletivo de alunos para sete cursos de graduação na modalidade a distância oferecidos pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). As 1.400 vagas são distribuídas em 17 municípios mineiros, incluindo Juiz de Fora, além de três polos de apoio presencial no Estado de São Paulo. Há oportunidades para os cursos de computação, física, matemática, química, administração pública, educação física e pedagogia. As aulas terão início no segundo semestre letivo de 2014. De acordo com a UFJF, o processo seletivo poderá ser realizado em duas fases. A primeira vai utilizar as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) dos anos de 2012 e 2013. Caso as vagas não sejam totalmente preenchidas, a universidade vai lançar processo seletivo complementar, com realização de prova nas cidades onde funcionam os polos de apoio presencial.

As inscrições para quem deseja utilizar as notas do Enem começam a partir das 18h do dia 5 de março e vão até o dia 21, por meio do site do Centro de Educação a Distância (Cead). Caso haja a necessidade de abertura de processo seletivo complementar, as inscrições começarão no dia 25 de março, seguindo até 17 de abril. As provas estão agendadas para o dia 27 de abril.

 

Distribuição das vagas

Das 1.400 vagas, 241 são para demanda qualificada, destinada a professores em exercício, em área distinta de sua formação, que atuam nos ensinos fundamental ou médio nos sistemas públicos e que não tenham a habilitação legal exigida na área de sua atuação docente. Para concorrer às vagas da demanda qualificada, os candidatos deverão ter pré-inscrição na Plataforma Paulo Freire do Ministério da Educação validadas por Secretaria de Estado da Educação ou secretarias municipais de Educação.

As outras 1.159 vagas são para demanda social. Dessas, 50% destinam-se à ampla concorrência. Para os outros 50% será respeitado o sistema de cotas, para estudantes que tenham cursado integralmente o ensino médio em instituições públicas.

Dessas, metade das vagas é voltada a candidatos com renda per capta familiar inferior a 1,5 salário mínimo e a outra metade, para estudantes com renda per capta familiar superior a esse patamar. Em Minas Gerais, nas duas possibilidades, 53,3% das vagas são destinadas a candidatos negros, pardos e indígenas, e em São Paulo a reserva é de 37,7%.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?