Publicidade

15 de Abril de 2014 - 20:04

Material que poderia virar foco do Aedes foi retirado nas zonas Norte e Sudeste

Por Kelly Diniz

Compartilhar
 
Material está sendo levado para área de transbordo no Bairro Poço Rico
Material está sendo levado para área de transbordo no Bairro Poço Rico

O Mutirão de Limpeza contra a Dengue já recolheu 272 toneladas de lixo em duas regiões da cidade. Em 23 bairros da Zona Norte, foram retiradas 160 toneladas na primeira etapa e outras 42 na segunda fase. Já na região Sudeste, nas ações realizadas entre segunda e terça (15), foram 70 toneladas recolhidas. Vinte e sete bairros da região Sudeste irão receber o mutirão. Ao todo, 34 caminhões foram usados na segunda-feira e quatro continuarão a recolher os entulhos até esta quinta. Segundo o diretor de operações do Demlurb, Paulo Delgado, quatro carretas também são usadas para apoiar o transporte do material.

Todo o lixo recolhido está sendo levado para um terreno na Rua Viscondessa de Cavalcanti, no Poço Rico. "Estamos utilizando a área como transbordo. Lá acontece a separação de materiais recicláveis, como madeira e pneus, entre outros. O restante é levado para o aterro sanitário", explica o agente de combate a endemias Juvenal Franco.

De acordo com Juvenal, foi fechada uma parceria com a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, localizada na Rua Espírito Santo, Centro, para ajudar na conscientização da população e na mobilização para o mutirão de limpeza.

Estão sendo disponibilizados cerca de 20 missionários da Missão Brasil Juiz de Fora, que atuam um dia por semana, entregando panfletos e orientando os moradores.

 

Nova etapa

Devido ao feriado, o próximo mutirão só acontecerá no dia 28, nos bairros Bom Pastor, Alto dos Passos, Paineiras, São Mateus, Jardim Glória, Granbery, Santa Helena, Santa Catarina, Vale do Ipê, Boa Vista, Guaruá, Mariano Procópio, Dom Bosco, Fábrica, Santa Cecília, Mundo Novo e Democrata. A partir da próxima terça-feira, carros de som e agentes de endemias, auxiliados pelos missionários, irão percorrer os bairros para lembrar os moradores de retirarem de casa e dos quintais os possíveis criadouros do Aedes aegypti.

Juvenal ressalta que os trabalhos não serão realizados no Centro da cidade, mas sim nos bairros do entorno. "No quadrado que compreende as ruas Santo Antônio e Benjamin Constant e as avenidas Francisco Bernardino e Itamar Franco, não vamos recolher o material para não atrapalhar o fluxo do trânsito."

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o subsídio do Governo vai alavancar a aviação regional?