Publicidade

01 de Março de 2014 - 06:00

Por Tribuna

Compartilhar
 

Cerca de 30 mil preservativos serão distribuídos neste sábado (28) durante a concentração e o desfile da Banda Daki, no Centro. A ação é parte da campanha de prevenção a doenças sexualmente transmissíveis e Aids, promovida pelo Programa Municipal de DST/Aids da Secretaria de Saúde. A partir das 9h, na Avenida dos Andradas, equipes volantes e em estandes irão distribuir as camisinhas e folhetos educativos. Sessenta pessoas estarão empenhadas na ação, que complementa a campanha do Ministério da Saúde, lançada nesta semana. Em nível nacional, foram disponibilizados 104 milhões de preservativos para os trabalhos durante a Folia de Momo.

O coordenador do programa local, Rodrigo Almeida, explica que, em Juiz de Fora, embora o último boletim do Ministério da Saúde tenha apontado que a epidemia de Aids está controlada, há uma preocupação com a população jovem, que tem registrado maior incidência de infecção. "Nossa abordagem visa a uma mudança no comportamento. Queremos que os jovens voltem a se preocupar com o uso da camisinha."

Rodrigo destaca, ainda, que as ações ocorridas durante o Corredor da Folia tiveram como objetivo reforçar o trabalho contínuo que o departamento realiza. "Com o carnaval antecipado, ampliamos o raio de ação, expandindo o trabalho para os bairros, não concentrando as ações apenas na região central. Dessa forma, conseguimos também abordar outro público: pessoas que chegam e saem da cidade."

Nesta sexta, as equipes estiveram em três pontos diferentes. Pela manhã, realizaram uma blitz educativa no posto da Polícia Militar, no Cascatinha, Zona Sul, para abordar foliões que partiam em direção ao litoral. À tarde, a ação abordou pessoas que passaram pela rodoviária, e à noite, o foco foi o desfile do Bloco do Beco, no Centro. Nas três intervenções, foram distribuídos mais de oito mil preservativos.

Rodrigo destaca que a camisinha é a forma mais eficaz para evitar o contágio de doenças e gravidez indesejada. "A recomendação para o folião que foi exposto a uma situação de risco ou sexo desprotegido é procurar uma unidade de saúde o mais rápido possível."

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que a realização de blitze seria a solução para fazer cumprir a lei que proíbe jogar lixo nas ruas?