Publicidade

11 de Março de 2014 - 06:00

Por Tribuna

Compartilhar
 

A campanha de imunização contra o papilomavírus humano (HPV) para meninas entre 11 e 13 anos começou nesta segunda-feira (10) em todo o país. Em Juiz de Fora, as doses estão sendo oferecidas nas escolas públicas e privadas e nas unidades de atenção primária à saúde (Uaps). Na cidade, serão cerca de 9.300 jovens imunizadas nessa primeira fase. A imunização é gratuita nesta faixa etária, protege contra quatro subtipos do HPV: 6, 11, 16 e 18 e visa à prevenção do câncer do colo de útero e verrugas genitais. No entanto, apesar dos benefícios, a medida ainda suscita dúvidas.

Uma das questões envolve a suposta falta de segurança da imunização. De acordo com a infectologista Rosana Richtmann, não há comprovação de alguma doença relacionada à vacina. "A imunização foi estudada em uma população grande de pacientes e, nos diversos estudos, a eficiência da vacina foi unânime." Pesquisadora da UFJF, a bióloga Betânia Drumond, especialista em microbiologia, concorda. "A criança não vai ter nenhuma doença devido à vacina porque não é utilizado o vírus inteiro." Em um informativo à imprensa, a Sociedade de Pediatria de São Paulo declara apoio à imunização e explica que ela é constituída por uma proteína que "imita" o modelo de cápsula viral, não levando o DNA do HPV.

A farmacêutica Bruna Pitol também enfatiza que não há motivo para os pais temerem a vacina. No entanto, ela lembra que há mais de 180 tipos de HPV e, na vacina, a proteção é apenas para quatro deles. Bruna também reforça que é preciso tomar as três doses. A segunda aplicação deve acontecer seis meses após a primeira, e a terceira cinco anos após a dose inicial.

Campanha

A Uaps do Bairro Santa Rita e a Escola Municipal Professor Oscar Schmidt, região Leste, realizaram várias atividades com as alunas de 11 a 13 anos para conscientizar sobre a importância da vacina. De acordo com a enfermeira Maria Cristina Britto, na última quinta-feira foi promovido um bate-papo na escola, onde pais e alunos puderam esclarecer dúvidas. Ao todo, 42 adolescentes participaram das oficinas e foram vacinadas.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você confia nas pesquisas eleitorais?