Publicidade

14 de Novembro de 2012 - 14:39

Ponte estreita é problema há anos, e comunidade pede providências ao Dnit

Por Talita Ribeiro

Compartilhar
 
Moradores em baldeação para completar trajeto
Moradores em baldeação para completar trajeto

Atualizada às 15h15

Os moradores do Bairro Retiro, na região Sudeste, presenciaram mais um acidente em uma das ponte da região, localizada no trecho que coincide com o km 91 da BR-267. Por volta das 11h40 desta quarta-feira (14), dois caminhões, um que levava combustível e outro sem carga, se chocaram ao passar pela estrutura estreita. O trânsito ficou impedido, provocando congestionamento na via. Não houve feridos, porém a batida revela um problema com o qual a comunidade tem convivido: a insegurança do local.

Conforme relato do motorista do caminhão de combustível que seguia para São João Nepomuceno, Carlos Vinicius Azevedo, chovia no momento do acidente. "A pista estava escorregadia e não foi possível frear rapidamente. Ouvi comentários de que batidas neste local são frequentes."

O estudante Rodrigo Carvalho Guedes contou que os moradores são constantemente afetados por acidentes de trânsito na ponte e nas proximidades. Segundo ele, já foram solicitadas à Prefeitura e ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) providências para reestruturação da passagem. Porém, até o momento, foram feitos apenas reparos na via cada vez que esta é danificada. O estudante contou ter tido o terreno de casa invadido por um caminhão quando o veículo perdeu o controle e saiu da estrada. "A ponte é estreita, e os pedestres precisam dividir o espaço com carretas, ônibus e carros. Há uma escola aqui perto e muitos estudantes fazem este trajeto. Reivindicamos que sejam efetuadas medidas para resolver este problema."

Transtorno

Com a interrupção do trânsito na ponte, os passageiros do transporte público tiveram que fazer baldeação para não perder mais tempo aguardando a liberação da pista. Eles desembarcavam de um lado da ponte e entravam em outros coletivos estacionados na outra extremidade, tanto para seguir para o Centro, quanto em direção aos bairros.

No período da tarde, policiais rodoviários federais foram deslocados para fazer o controle do tráfego no trecho. Por volta das 15h, um guincho chegou ao local para a retirada dos caminhões.

Problema recorrente

Em novembro do ano passado, houve um acidente envolvendo duas carretas que tentaram passar ao mesmo tempo na ponte e acabaram se chocando, a estrutura estreita sobre o Rio Paraibuna permite o acesso de apenas um veículo de grande porte por vez. Na ocasião, os bombeiros tiveram que ser acionados para conter o vazamento de óleo na pista, e via permaneceu interditada por 13 horas.

De acordo com a assessoria de comunicação do Dnit, a reestruturação da ponte está prevista no Programa de Reabilitação de Obras de Arte Especiais, que ainda será lançado. Não há previsão de detalhes da intervenção e nem quando ele deverá ser realizada.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que a realização de blitze seria a solução para fazer cumprir a lei que proíbe jogar lixo nas ruas?