Publicidade

27 de Maio de 2014 - 13:22

Garoto de 13 anos estava sumido desde domingo em Goianá

Por Tribuna

Compartilhar
 
Família pede compartilhamento de foto do rapaz no facebook
Família pede compartilhamento de foto do rapaz no facebook

Atualizada às 18h

O adolescente de 13 anos, morador de um assentamento na cidade de Goianá e que estava desaparecido desde o último domingo, foi encontrado morto na tarde desta terça-feira (27). De acordo com informações de familiares do garoto, Carlos Henrique Ribeiro, conhecido como Cacá, foi encontrado com uma corda no pescoço, pendurado a uma árvore, em uma área de mata atrás da fazenda onde o jovem morava com a família. Até o início da noite, a perícia da Polícia Civil era aguardada no local para realizar os trabalhos que vão apontar as causas da morte. O corpo deve ser encaminhado para o IML de Juiz de Fora.

Segundo a irmã, Cristiane Ribeiro Antonele, 26, o irmão havia saído de casa por volta das 6h de domingo, dizendo que iria até uma região de pasto buscar um cavalo para uma cavalgada e desapareceu. De acordo com ela, o local onde o garoto teria sumido faz parte da Fazenda Fortaleza Santana, que foi desapropriada para fins de reforma agrária, depois de ter servido como cenário para uma queda de braço travada pelos proprietários e o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). O desaparecido e seus familiares são moradores do assentamento formado na propriedade.

"No dia que meu irmão sumiu, diversos moradores da área se reuniram e rastrearam o local durante o período da tarde e da noite, mas não conseguiram encontrá-lo", contou Cristiane, acrescentando que o desaparecimento foi registrado pela Polícia Militar de Goianá. "Na segunda-feira, ficaram de mandar policiais com cães farejadores para dar continuidade às buscas, mas isso não aconteceu, aumentando ainda mais a dor da minha família". Ela também contou que, na segunda-feira, houve um boato de que o adolescente havia sido localizado, o que não se confirmou. "Quando nos vimos pela última vez, ele estava tranquilo e nunca tinha manifestado vontade de ir embora", aponta a irmã.

De acordo com o comandante do destacamento da Polícia Militar de Goianá, sargento Arquimedes Morrame, desde domingo, as buscas para a localização de Cacá não pararam. Conforme ele, inclusive, na segunda-feira, uma equipe da PM e um grupo cedido pela Prefeitura local realizaram a procura, já que surgiram boatos sobre o aparecimento dele. O militar informou que nesta terça-feira, a PM e o Samu estiveram no local e prestaram atendimento à família, já que a mãe estava se sentindo mal.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a retirada das pinturas de Lucio Rodrigues dos pontos de ônibus?