Publicidade

28 de Junho de 2014 - 06:00

Golpe de quadrilha de SP é descoberto, e Polícia Civil apreende 4 veículos só em JF

Por Marcos Araújo

Compartilhar
 
Quatro dos cinco veículos apreendidos na delegacia
Quatro dos cinco veículos apreendidos na delegacia

Um suspeito de integrar uma quadrilha do Estado de São Paulo especializada em adulteração de boletos bancários foi preso, na tarde dessa sexta-feira (27), por policiais da 3ª Delegacia de Polícia Civil. De acordo com a investigação, os estelionatários pagaram valores irrisórios por cinco carros novos adquiridos em uma concessionária, na Zona Norte de Juiz de Fora, que levou prejuízo de cerca de R$ 250 mil. A ação da Polícia Civil resultou na apreensão de dois Fiat Siena e dois Idea envolvidos no golpe, que foram encaminhados para delegacia de Santa Terezinha. O quinto carro, um Siena, foi localizado em uma concessionária de Campinas (SP). O veículo já estava emplacado e disposto para venda.

De acordo com o delegado Rodolfo Rolli, responsável pelo caso, a quadrilha agiu entrando em contato com a concessionária, fez a negociação e fechou os contratos por e-mail. Em seguida, o estabelecimento emitiu o boleto de pagamento, cujo valor era adulterado pelos estelionatários. Um carro de R$ 52 mil, por exemplo, passava a custar R$ 2,52. O valor era pago, e o veículo aparecia como quitado. Assim, os integrantes vinham a Juiz de Fora e levavam os automóveis.

O suspeito, que declarou ter 44 anos, foi preso pelos policiais da 3ª Delegacia, depois de ter ido buscar os carros na concessionária. Ele deixou o local dirigindo um dos veículos, e outros dois estavam no guincho. Quando parou em um posto de combustível, para abastecer o carro no qual estava, ele foi preso em flagrante. O quarto veículo apreendido foi localizado em um estacionamento que já estava sendo monitorado pelos investigadores.

De acordo com Rodolfo Rolli, o suspeito vai responder pelos crimes de estelionato e formação de quadrilha. Ele foi conduzido para o Ceresp. Também serão investigados os documentos apresentados pelo suspeito na delegacia, quando a sua identificação, já que ele disse ser natural de Jundiaí (SP), mas sua carteira de identidade foi expedida em Salvador (BA). Sobre o Siena localizado em Campinas, Rolli explicou que será efetivado o impedimento judicial para a venda do carro e sua posterior apreensão. O estabelecimento onde o veículo foi encontrado também será investigado. "O caso continuará sob investigação, pois é preciso identificar os outros integrantes da quadrilha. Também será feito contato com a Polícia Civil de São Paulo, para que o crime seja investigado naquele estado", afirmou Rolli.

Investigação

Conforme a investigação, o Siena, encontrado em Campinas, foi levado de Juiz de Fora no último dia 20, depois de permanecer em um estacionamento na Rua Batista de Oliveira, no Centro. A delegacia vai investigar se pessoas da cidade também estão envolvidas com a quadrilha, uma vez que o grupo tinha informações sobre estacionamentos, postos de combustível e acessos à BR-040, a fim de acessar a BR-267 rumo ao Sul de Minas, que faz fronteira com o Estado de São Paulo. Dois supostos envolvidos e uma residência na Zona Sul da cidade, possivelmente utilizada pelos mentores do golpe, já estão sob investigação. "O grupo teria escolhido aplicar o golpe em Juiz de Fora, por acreditar que aqui seria mais fácil escapar da polícia", explicou o delegado, ressaltando que o golpe foi descoberto, porque o sistema de segurança bancário constatou fraude no código de barras dos boletos.

Comerciante fez a complementação da informação em duas placas na Avenida Presidente Costa e Silva

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor de fechamento de pista em trecho da Avenida Rio Branco para ciclovia nos fins de semana?