Publicidade

05 de Abril de 2013 - 17:17

Por Tribuna

Compartilhar
 

A recusa em tomar uma sopa pode ter sido a causa de uma agressão cometida contra um agente socioeducativo, de 37 anos, em um dos alojamentos do Centro Socioeducativo Santa Lúcia, na manhã desta sexta-feira (05). Um interno do estabelecimento de internação provisória, 18, teria desferido socos e pontapés contra a vítima, que sofreu lesões no rosto e no corpo. De acordo com o boletim de ocorrência, o agente relatou que, ao questionar o interno o porquê da recusa da sopa que havia solicitado porque estaria com a boca machucada, ele teria lhe desferido palavras de baixo calão. Quando a vítima entrou no alojamento para realizar o procedimento de rotina e tentou saber do rapaz sobre os motivos da agressão verbal, este desferiu-lhe um soco na face e passou a dar-lhe socos e pontapés em outras partes do corpo.

Conforme o documento policial, quando ambos estavam no chão, outros agentes imobilizaram o agressor. Neste instante, o interno teria batido com a cabeça numa cama de alvenaria e sofrido uma escoriação no lado esquerdo da face. O agente apresentou um hematoma no olho esquerdo, no cotovelo e no punho direitos, além de escoriações no nariz. Os dois foram conduzidos para o Hospital de Pronto Socorro (HPS), sendo medicados e liberados. O interno foi apreendido em flagrante e conduzido para a delegacia de Santa Terezinha, onde foi lavrado termo circunstanciado de ocorrência (TCO) por lesão corporal. Em seguida, ele retornou para o centro socioeducativo.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que a Justiça agiu corretamente ao permitir, por habeas-corpus, a soltura dos ativistas presos durante a Copa?