Publicidade

05 de Janeiro de 2014 - 07:00

Por Tribuna

Compartilhar
 

As aulas do segundo semestre letivo de 2013 da UFJF recomeçam amanhã. O atraso no calendário da instituição se deve aos 144 dias de greve dos docentes, que atingiu a maioria das federais do país. Pelo cronograma de reposição, as atividades do semestre serão encerradas no dia 14 de fevereiro, e o ano letivo de 2014 terá início em 17 de março, quando 4.417 calouros ingressam na universidade.

As aulas ministradas em janeiro, além de prejudicarem as férias, também atrapalham o progresso acadêmico dos graduandos. Douglas Santana é aluno do curso de sistema de informação e conta que, no mês de janeiro, a UFJF oferecia cursos de verão para os estudantes da área de Exatas, nos quais os alunos tinham aulas em tempo integral e conseguiam concluir matérias do semestre em um mês. "Esses cursos ajudavam muito a não ficarmos 'desperiodizados'. Mas esse ano não vai ter, devido ao atraso causado pela greve."

Já a aluna do curso de direito, Bethânia Reis do Amaral, reclama que não terá tempo para estudar para a segunda fase do exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que acontecerá no dia 9 de fevereiro. "No recesso de final de ano, não consegui descansar, pois tive que escrever meu projeto de monografia. Agora, terei que fazer todas as provas e trabalhos da faculdade e não vou ter tempo de estudar para a OAB. Se não fosse a greve, estaria de férias e poderia me dedicar somente ao exame."

Transporte

De acordo com a Settra, durante o período de recesso, as linhas 525 e 535 operaram com um veículo. A partir de amanhã, todos os ônibus voltam a circular normalmente. As linhas que atendem especificamente a UFJF são: 525, com 11 veículos, 535, com cinco, 545, com um, e 555, também com um carro.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor de fechamento de pista em trecho da Avenida Rio Branco para ciclovia nos fins de semana?