Publicidade

19 de Fevereiro de 2014 - 09:17

Por Tribuna

Compartilhar
 
Cerca de 50 alunos acompanharam a situação
Cerca de 50 alunos acompanharam a situação

Atualizada às 20h18

Cerca de 50 pessoas entregaram na Superintendência Regional de Ensino um documento com as reivindicações de professores e alunos da rede estadual. Os principais itens do manifesto dizem respeito aos artigos 2º e 3º da resolução de número 2.442, que restringe as matrículas para o primeiro ano do ensino médio noturno a alunos maiores de 18 anos ou que trabalhem com carteira assinada. A carta é um desdobramento da manifestação realizada no último dia 12.

A diretora do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG), Victória Mello, voltou a reforçar que essa portaria está ocasionando superlotação das salas do diurno. A contratação lenta dos profissionais de educação e as condições "insalubres" das escolas também são pontos abordados no documento. 

A assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Educação informou que a carta foi protocolada e será avaliada para verificar a possibilidade de atendimento das reivindicações.

Uma nova manifestação está marcada para a próxima quarta-feira. Alunos, professores e representantes do sindicato irão se concentrar em frente ao Instituto Estadual de Educação (Escola Normal), às 7h. Há previsão de paralisação dos professores da rede estadual.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que a Justiça agiu corretamente ao permitir, por habeas-corpus, a soltura dos ativistas presos durante a Copa?