Publicidade

23 de Janeiro de 2014 - 11:03

Por Tribuna

Compartilhar
 
Cerca de 250 mil litros de água foram utilizados
Cerca de 250 mil litros de água foram utilizados

Após quase oito horas de combate às chamas, o Corpo de Bombeiros conseguiu debelar, na madrugada desta quinta-feira (23), o incêndio que atingiu a Embalagem de Polpa Moldada (EPM), no parque industrial da Paraibuna Embalagens, no Distrito Industrial, Zona Norte de Juiz de Fora. De acordo com informações da assessoria de comunicação do 4º Batalhão de Bombeiros Militar, cerca de 250 mil litros de água foram utilizados nos trabalhos realizados entre 18h34 e 2h17 na Avenida Antônio Simão Firjan. Para controlar as labaredas que atingiram um galpão de quatro mil metros quadrados, foram mobilizados 22 militares em sete viaturas, incluindo três caminhões de combate a incêndio, unidades de Resgate e Salvamento. O combate às chamas também contou com a participação de 23 brigadistas e três caminhões-pipa do Plano de Auxílio Mútuo (PAM-JF), uma cooperação entre empresas para casos de incêndios e acidentes graves.

Apesar da proporção do sinistro na firma fabricante de embalagens para ovos, não houve feridos. Ainda conforme a assessoria do Corpo de Bombeiros, funcionários da empresa estimaram um prejuízo em torno de R$ 1 milhão, já que foram queimados grande quantidade de embalagens, um pequeno escritório e uma empilhadeira, além dos danos no próprio galpão, cuja estrutura metálica cedeu com o calor. O valor das perdas, no entanto, não foi confirmado pela EPM, a qual informou, por meio do Departamento de Recursos Humanos (RH), que não vai se pronunciar sobre o caso. Nesta manhã, bombeiros retornaram ao galpão atingido para realizarem o rescaldo, que seria feito com apoio de máquinas, devido ao superaquecimento dos materiais. O objetivo do trabalho é evitar o reinício do incêndio, que ficou confinado e não chegou a se propagar para outras áreas da fábrica.

Galeria de Imagens

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que os resultados do programa "Olho vivo" vão inibir crimes nos locais onde estão as câmeras?