Publicidade

23 de Maio de 2014 - 07:00

Rotativo pago está sem monitores nesses bairros; Settra promete adotar medidas

Por Eduardo Valente

Compartilhar
 
No Fábrica, carros estacionam sem tíquete do rotativo na Rua Bernardo Mascarenhas
No Fábrica, carros estacionam sem tíquete do rotativo na Rua Bernardo Mascarenhas
Usuários da Área Azul no Manoel Honório denunciam que vagas estão sendo vigiadas por flanelinhas
Usuários da Área Azul no Manoel Honório denunciam que vagas estão sendo vigiadas por flanelinhas

O serviço de estacionamento rotativo pago em Juiz de Fora, a Área Azul, está abandonado nos bairros Manoel Honório, na região Leste, e no Fábrica, Zona Norte. Apesar da indicação para estacionar, totalizando 137 vagas, não há nestes locais fiscais e monitores de vendas da empresa terceirizada que opera o serviço. A situação é ainda mais grave no Fábrica, visto que nem as lojas credenciadas estão tendo os cartões para venda, explicitando a falha e permitindo que os carros estacionem nas áreas gratuitamente, sem tempo estipulado para sair. Apesar da ausência da funcionalidade plena do sistema, que estaria ocorrendo desde o fim do ano passado, a Settra emitiu, entre janeiro e abril, 581 autuações de trânsito nestas vagas em todos os pontos da cidade. A pasta não soube precisar a divisão das multas por área, mas garantiu que todos os bairros, incluindo o Centro, tiveram pelo menos um registro de ocorrência. A constatação foi realizada esta semana, em dias que antecederam a renovação do contrato vigente com a empresa responsável por mais três meses. O novo acordo vale a partir desta sexta.

A situação de abandono pode estar contribuindo, inclusive, para a ação de flanelinhas. No Manoel Honório, dos três pontos de vendas credenciados encontrados pela reportagem, havia cartões em dois deles, apesar da ausência de monitores da firma contratada. Mesmo assim, quem opta pela aquisição do cartão corre o risco de ser cobrado novamente. "Comprei o bilhete em uma banca e, quando estava colocando no carro, fui abordada por um flanelinha, pedindo dinheiro. Disse que já havia pagado R$ 1 pela Área Azul, mas ele insistiu, dizendo que o rotativo não existe mais ali", afirmou uma moradora da região que parou o carro na Avenida Governador Valadares para ir à feira. Um comerciante credenciado, 18, disse que um representante da empresa passa pelo bairro uma vez por semana para abastecer as lojas com os tíquetes, mas eles acabam antes do dia de recarga. "Na época do Natal, eles estavam aqui, depois sumiram. Pior é que as pessoas continuam comprando com medo de multas."

Segundo o coordenador de projetos da Settra, Eduardo Facio, que responde interinamente pela Subsecretaria operacional de Transporte e Trânsito, os agentes de trânsito foram orientados a não multar os carros em áreas onde o monitor não se faz presente. No entanto, caso isso tenha ocorrido, os condutores podem recorrer das autuações. Ele também orienta que o motorista registre queixa em um telefone de atendimento da pasta, o 3690-8218, já que ele receberá um protocolo que poderá ser usado na defesa.

 

Outras regiões

Mas os problemas não se resumem a estes dois bairros. Nas ruas Santo Antônio e Benjamin Constant, altura do Santa Helena, região central, não foram encontrados monitores de vendas para a compra dos cartões. A reportagem esteve na área em duas ocasiões esta semana, entre 15h40 e 16h. Um comerciante informou que os funcionários da Área Azul vão embora após as 15h30, depois de cumprirem uma meta de vendas/dia, apesar de a Área Azul funcionar entre 8h e 18h. Por este motivo, vários carros já estavam estacionados sem os cartões, sendo que um deles tinha duas cédulas nos vidros dianteiros: um datado para 13h e outro para 15h. Naquela região, as vagas podem ser ocupadas por 120 minutos. Já no início da Rua São Mateus, interseção com a Oswaldo Aranha, bairro homônimo, Zona Sul, nenhum monitor foi encontrado pela reportagem. O primeiro profissional só foi visto na Rua Padre Café, distante cerca de 400 metros do ponto inicial. A reportagem também esteve no Granbery, na região central, onde encontrou monitores.

 

Contrato renovado por três meses

O levantamento realizado pela Tribuna ocorreu na mesma semana em que a Settra prorrogou o contrato com a empresa responsável por operar o serviço, a 3S Empreendimentos e Administração de Estacionamentos Ltda., que atua na cidade desde 2011 com o nome fantasia de I-parking. Com o contrato vencido nesta quinta-feira (22), a firma tem, a contar desta sexta-feira, mais três meses de serviço a ser prestado. Este é o prazo necessário, segundo a secretaria, para que um novo processo licitatório ocorra. A previsão é que o novo edital seja publicado nos próximos dias, e entre as mudanças que estarão no documento, já anunciadas pela Tribuna, irá constar a alteração no valor do cartão, a ampliação do número de vagas, inclusive para o período noturno no Alto dos Passos, além da possibilidade de adquirir créditos por meio de parquímetros, telefone 0800 ou pela internet, inclusive com o uso de smartphones.

De acordo com o coordenador de projetos da Settra, Eduardo Facio, que responde interinamente pela Subsecretaria operacional de Transporte e Trânsito, a prorrogação foi necessária para que, durante este período, a nova licitação comece e seja concluída. Ele garantiu que todas as falhas identificadas pela reportagem são de conhecimento da pasta, e medidas administrativas estão sendo adotadas, apesar de não ter divulgado quais são elas. "A Área Azul não deixou de existir em nenhum lugar. Estamos inclusive agendando uma nova conversa com a empresa para saber o que está acontecendo", esclareceu.

Ainda segundo Facio, para a renovação do contrato, foi acordado que todas as cláusulas devem ser respeitadas. Entre elas, ele citou o cumprimento do horário por parte dos monitores, entre 8h e 18h, e a presença deles de forma que atenda as 1.585 vagas existentes, não apenas no Centro, como também no Granbery, São Mateus, Manoel Honório e Fábrica. Como a prorrogação do contrato vale a partir desta sexta, a expectativa é que nesta sexta-feira o serviço já esteja normalizado em todas estas áreas.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você aprovou a seleção convocada por Dunga?