Publicidade

03 de Abril de 2014 - 07:00

Entre os novos bairros previstos estão Benfica, Santa Terezinha e São Pedro; além do já anunciado serviço noturno no Alto dos Passos

Por Eduardo Valente

Compartilhar
 
Rua Marília será uma das seis vias de Benfica contempladas com o serviço
Rua Marília será uma das seis vias de Benfica contempladas com o serviço
Somente na Rua Machado Sobrinho, no Alto dos Passos, estão previstas a criação de 67 vagas
Somente na Rua Machado Sobrinho, no Alto dos Passos, estão previstas a criação de 67 vagas

O novo modelo operacional da Área Azul em Juiz de Fora deverá entrar em funcionamento no mês de junho. Serão mais 985 vagas para veículos e 400 destinadas a motocicletas. No caso das motos, o rotativo será apenas no Centro, já para os carros de passeio, a novidade é a instalação nos bairros Santa Terezinha, na região Nordeste, Benfica, na Zona Norte, e São Pedro, na Cidade Alta. Também está confirmada a abertura das vagas pagas no Bairro Alto dos Passos, Zona Sul. No caso deste último, além da operação diurna, está prevista a ampliação para a faixa de horário entre 18h e meia-noite.

Outra mudança prevista é a alteração no sistema de compras, com a implantação de parquímetros, fornecimento de cartões pré-pagos e vendas por meio de telefone 0800 ou de aplicativo em smartphone, via cartão de crédito. Hoje as vendas de bilhetes de papel são feitas somente por meio de monitores e de lojas credenciadas. No novo sistema, este modelo deixará de existir.

A partir do início do novo contrato, o rotativo pago municipal será dividido em dois grupos, nomeados de Área Azul 1 e Área Azul 2. O primeiro, com tempo de permanência menor, será destinado para ruas do polígono central e dos bairros São Mateus e Alto dos Passos, ambos na Zona Sul. E o segundo, composto por ruas do Centro (fora do polígono), Fábrica e Benfica, na região Norte, Santa Terezinha, Nordeste, Manoel Honório, na Leste, e São Pedro, Cidade Alta, terá tempo de permanência maior. Ao fim da implantação das novas vagas, previsto para ocorrer gradativamente até 18 meses após o contrato estar vigorando, o município terá 2.570 espaços para carros e 400 destinadas para motos.

Para o usuário, a mudança mais representativa está na forma de adquirir os créditos para a ocupação das vagas, que serão numeradas nas ruas. Com a instalação dos parquímetros, o condutor irá inserir moedas em uma máquina e informar a placa e em qual espaço o veículo está parado. A previsão é de que seja disponibilizado um equipamento para cada 30 vagas. Cada um deles, de acordo com a subsecretária operacional de Transporte e Trânsito da Settra, Iza Machado, custará à empresa em torno de R$ 15 mil.

Mas esta não será a única forma de compra. Por meio de smartphone ou por um telefone 0800, o usuário poderá comprar créditos ou utilizar aqueles adquiridos anteriormente. Isso será feito por meio de um cartão pré-pago, que estará disponível em uma central de atendimento ao usuário a ser implantada pela empresa vencedora. Gradativamente, o sistema atual, de papel, será eliminado. Esta alteração deve começar em até seis meses após a assinatura do contrato e terminar em seis meses após o início da substituição.

O monitor (um para cada 50 vagas) terá a função de fiscalizar a compra e vender os créditos. De acordo com Iza, esta atividade deverá diminuir os abusos que hoje existem na Área Azul. "Eles estarão com um equipamento para nos informar em tempo real o que ocorre. Teremos duas centrais na secretaria para monitorar e será possível visualizar a operação das máquinas. Se os carros estiverem na vaga sem comprar os créditos, poderemos deslocar os fiscais para o registro da autuação."

 

Motos

As 400 vagas para motos inseridas no estacionamento rotativo pago terão o modelo operacional idêntico ao dos veículos, com a diferença no valor cobrado pela ocupação. Estas vagas serão retiradas daqueles espaços já existentes no polígono central de Juiz de Fora para esta finalidade. Caso não haja empecilhos durante a licitação, e o contrato seja iniciado em junho, o serviço começará operando com 200 vagas no início de 2015. O restante seria inserido no segundo semestre daquele ano. Nestes locais, além dos 400 espaços, outra parte será destinada aos motoentregadores, identificados por meio das placas vermelhas. De acordo com Iza, serão cerca de cem vagas, sem cobrança pelo uso.

 

Repasses

Na semana passada, a Settra publicou, no site da Prefeitura, o edital que visa a iniciar o processo licitatório para a contratação de uma nova empresa para prestar o serviço na cidade. Nesta quarta-feira (2), porém, o edital foi suspenso por tempo indeterminado. A informação é que estão sendo revistas questões referentes a tempo e valor.

O edital que havia sido divulgado previa que as empresas interessadas apresentassem suas propostas até o dia 29 de abril. O contrato, previsto a ser acordado até o fim de maio, será de cinco anos e tem uma estimativa de faturamento de R$ 26.144.809,32. Deste total, o município deverá receber 10% do arrecadado, a cada mês, além de uma outorga inicial mínima de R$ 500 mil. Atualmente, este repasse é de 18%, mas já foi de 26,6%. Segundo Iza, a mudança se explica pelo alto custo de investimento que a empresa deverá se comprometer. "Chegamos a um percentual que, mesmo reduzindo, teremos a receita igual ou maior do que a de hoje." A cada 12 meses, o valor cobrado poderá ser reajustado de acordo com a tabela do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

 

 

 

Serviço noturno em teste

O Bairro Alto dos Passos, na Zona Sul, será o primeiro de Juiz de Fora a operar o estacionamento rotativo pago no período noturno entre 18h e meia-noite. A proposta prevista é uma das ferramentas que o Executivo utiliza para diminuir a ação dos flanelinhas em regiões de bares e restaurantes. Apesar de limitado naquele bairro, a Settra não descarta ampliar o serviço para outros locais, como no Manoel Honório, na região Leste, e São Pedro, na Cidade Alta. Inicialmente o modelo nesta faixa é experimental, e sua funcionalidade será acompanhada durante três meses, antes da efetivação do espaço. Após este período, o horário do serviço também poderá sofrer alterações.

No Alto dos Passos, as vagas também funcionarão no período diurno, com 332 ofertas distribuídas nas ruas Pedro Botti, Machado Sobrinho, Dom Viçoso, Padre João Emílio, Moraes e Castro, Dona Zely Lage, Severiano Sarmento e Barão de Aquino.

Em seguida, destaca-se a oferta de rotativo pago em Benfica, com mais 306 espaços, nas ruas Marília, Paulo Garcia, Bento Gonçalves, Evaristo da Veiga, Guararapes e Diego Álvares. Neste bairro, a proposta foi vista com bons olhos pelos comerciantes. "Vai melhorar bastante, porque atualmente os carros param na rua e ocupam as vagas durante todo o dia. Meus clientes precisam parar longe e reclamam da dificuldade em encontrar locais para estacionar", disse o comerciante Alexandre Leonel, 45 anos. Já o também comerciante e morador do bairro, Sebastião Campos, 67, cita características positivas e negativas com a chegada da Área Azul. "Os próprios lojistas, principalmente aqueles que trabalham com entregas, encontram dificuldades em parar carros. Por outro lado, os clientes podem não gostar de pagar pelo serviço."

Segundo a subsecretária operacional de Transporte e Trânsito da Settra, Iza Machado, os bairros contemplados foram aqueles com desenvolvimento comercial. Completam a lista a Avenida Rui Barbosa, em Santa Terezinha, Zona Nordeste, com 120 vagas, e a Avenida Presidente Costa e Silva, no São Pedro,com 105. No Centro, 106 novos espaços serão distribuídos nas ruas Roberto de Barros, Lafayete Loures, Deputado Oliveira e Souza, Saint Clair de Carvalho, Professor Osvaldo Veloso e José Calil Ahouagi.

Galeria de Imagens

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o resultado do PIB nos dois últimos trimestres vai interferir no resultado das eleições?