Publicidade

30 de Maio de 2014 - 11:24

Por Tribuna

Compartilhar
 
Exposição do tema aconteceu nesta manhã
Exposição do tema aconteceu nesta manhã

Atualizada às 19h04

A Arquidiocese de Juiz de Fora apresentou, na manhã dessa sexta-feira (30), a mensagem do Papa Francisco destinada ao 48º Dia Mundial das Comunicações, a ser celebrado amanhã pela Igreja Católica, na festa da Ascensão do Senhor. A exposição do tema "Comunicação a serviço de uma autêntica cultura do encontro" aconteceu no Edifício Christus Lumen Gentium, com a presença do arcebispo metropolitano, dom Gil Antônio Moreira, e do coordenador do setor de Comunicação da Arquidiocese, padre Antônio Camilo de Paiva.

O papa Francisco, neste ano, deu continuidade à temática das mídias sociais digitais, que vem sendo abordada com frequência em seus discursos. Nessa nova mensagem o foco é para que as redes digitais não sejam utilizadas como um isolamento social. "O encontro autêntico é aquele que nos leva a uma situação mais positiva do que estamos vivendo agora. Buscamos um mundo mais fraterno, humano, simples, onde não haja barreiras de comunicação. Nós às vezes criamos muitas situações que nos dividem e nos afastam", afirma o arcebispo metropolitano.

Para o padre Camilo, a comunicação hoje é essencial para construir relações. Segundo ele, as redes sociais auxiliam nesse aspecto, pois permitem que haja um debate na sociedade, a qual pode expor suas opiniões. "Os meios são apenas mediações, mas o que faz realmente a comunicação é a pessoa. A verdade deve ser dita tal como ela é. A verdade que edifica", complementa o padre.

Dom Gil também relata que hoje praticamente todas as pessoas são comunicadoras, pois possuem em suas mãos instrumentos que permitem o acesso às informações, as quais podem ser compartilhadas, estabelecendo uma rede de comunicação. "Todas as pessoas devem ter a consciência que esses meios devem facilitar as relações positivas, devem ser utilizados para o bem". Ele também comenta sobre o Papa fazer o uso das mídias sociais digitais para estabelecer uma aproximação mais significativa com a população. "Ele tem uma responsabilidade mundial, a missão dele é de unir".

Considerando que hoje os meios de comunicação são vistos como de extrema importância pela Igreja Católica, Dom Gil conta que há um investimento expressivo na Arquidiocese de Juiz de Fora, que atualmente conta com assessoria de imprensa, jornal impresso, televisão e rádio. 

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor de fechamento de pista em trecho da Avenida Rio Branco para ciclovia nos fins de semana?