Publicidade

08 de Maio de 2014 - 19:28

Por Tribuna

Compartilhar
 

Uma dupla de assaltantes foi condenada à prisão em regime fechado por assalto a uma residência no condomínio Spina Ville, Cidade Alta, no dia 20 de fevereiro deste ano, quando um casal de administradores teve a casa invadida e foi ameaçado de morte. O filho das vítimas, 10 meses, também ficou sob a mira de arma. A sentença foi proferida pelo juiz Paulo Tristão Machado, em julgamento realizado na 3ª Vara Criminal no último dia 28. Os criminosos foram denunciados pela prática de roubo mediante grave ameaça ou violência à pessoa.

O réu Fabiano Pereira da Silva foi condenado a sete anos e nove meses de prisão. Já o comparsa dele, Bruno Miguel Silva, teve a pena firmada em oito anos e seis meses. A ambos foi negado o direito de recorrer em liberdade, como forma de garantir a aplicação da lei e por conveniência da ordem pública. A defesa deles ofereceu recurso, que ainda será avaliado pelo Tribunal de Justiça.

No dia do crime, por volta das 21h, quando o casal chegava em casa, cada um em seu carro, a mulher de 25 anos permaneceu no automóvel dela, enquanto o marido, 30, desembarcou e se dirigiu ao interior da residência. Ele chamou a babá da criança, que foi levada até a casa dela pela administradora. Enquanto isso, o marido permaneceu no local junto com o bebê. Ao retornar, cerca de dez ou vinte minutos depois, a mulher percebeu que todas as luzes da casa estavam acesas. Ela gritou pelo esposo, que pediu para que ficasse calma e subisse as escadas. A mulher começou a subir e percebeu a presença dos ladrões. Ela foi rendida e sentada em um sofá, enquanto um dos bandidos mantinha a arma apontada para o marido e para o filho. A vítima foi ameaçada, e os bandidos disseram que iriam levar o bebê. Já o marido contou que ficou o tempo todo com o filho no colo e que os dois assaltantes estavam armados com revólveres. Segundo ele, por diversas vezes, os bandidos disseram que se não entregasse os pertences de valor, eles iriam levar ou matar a criança.

Na ocasião do crime, a Polícia Militar divulgou que foram roubados dois cordões e uma pulseira de ouro, 20 relógios, 20 óculos, dois notebooks, um microcomputador, dinheiro, dois celulares e três bolsas. Durante o assalto, os bandidos teriam gritado várias vezes que haviam deixado o Ceresp recentemente e não se importariam em retornar à unidade prisional.

 

Outros casos

Recentemente, uma residência também foi alvo de assaltantes, no Spina Ville. A ação criminosa foi registrada, na última segunda-feira, por volta das 23h, na Rua Doutor José Barbosa de Castro, mesma via da residência do caso anterior. Desta vez, quatro homens armados teriam quebrado os vidros das portas para entrar na residência. As vítimas, 33, 35 e 67 anos, foram mantidas no interior do imóvel, sob ameaça de morte. Os suspeitos fugiram, levando uma aliança de ouro, uma chave de carro, um telefone fixo, dois celulares e 50 cartuchos calibre 40. Uma das vítimas reconheceu um dos assaltantes, que teria 18 anos. A polícia foi acionada e realizou rastreamento, mas nenhum suspeito foi encontrado.

Em janeiro deste ano, no Jardim da Serra, também na Cidade Alta, três assaltantes armados renderam um casal com uma filha de 1 ano durante roubo à residência. Na ocasião, um suspeito, 24, acabou preso. O morador, 26, e a esposa, 23, foram surpreendidos pelo trio quando se preparavam para sair de casa, antes das 22h. Os bandidos portavam armas e usavam touca e capuzes. O marido teve os braços amarrados para trás com uma braçadeira plástica, e a mulher, que estava com a criança no colo, foi amordaçada com fita crepe. Os assaltantes roubaram joias, televisor e vários pertences, além de cerca de R$ 2 mil em dinheiro, talão de cheques e documentos.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que a realização de blitze seria a solução para fazer cumprir a lei que proíbe jogar lixo nas ruas?