Publicidade

30 de Maio de 2014 - 14:12

Já na avenida trânsito flui bem, com retenções em alguns pontos onde há obras

Por Tribuna

Compartilhar
 
Rua Carlos Otto com Avenida Sete
Rua Carlos Otto com Avenida Sete
Retenção também foi observada na altura do Viaduto Augusto Franco, no início da tarde
Retenção também foi observada na altura do Viaduto Augusto Franco, no início da tarde

Atualizada às 16h48

As ruas adjacentes à Avenida Brasil já começam a apresentar congestiomento, como reflexo do binário que entrou em operação na via às 9h desta sexta-feira (30). Apesar de o trânsito fluir bem na Brasil, conforme a Tribuna já havia mostrado pela manhã, o tráfego em algumas ruas do entorno segue conturbado. Motoristas não sabem os novos trajetos que devem seguir, deixando as regiões central, Sudeste e Leste confusas.

Antes do binário, quem saía do Rua Maria Perpétua, no Bairro Ladeira, podia entrar à esquerda para seguir na Brasil, sentido Vila Ideal. Agora é necessário acessar a Avenida Surerus e a Rua 31 de Maio, no Vitorino Braga, na região Sudeste. Seguindo por este caminho, a reportagem levou 45 minutos até a ponte da Benjamin Constant durante o horário de pico. Agentes de trânsito estão na Maria Perpétua impedindo que caminhões acessem a Surerus, já que a via é estreita, e avisando aos demais motoristas sobre o tráfego lento. Apesar disso, condutores reclamam da retenção e das condições da pista.

Outro caminho possível para quem sai do Ladeira, é seguir até próximo ao Manoel Honório, na Rua Rua Ewbanck da Câmara, e realizar o retorno. A Tribuna fez o trajeto fora do horário de pico, por volta das 11h, e levou 40 minutos, porque no trecho estão sendo realizadas obras de despoluição do Rio Paraibuna, deixando o tráfego da Brasil - entre as pontes do Manoel Honório e do Ladeira - em meia pista. Mais um ponto problemático é o acesso à Rua Carlos Otto, no Centro. Quem está na Ponte Nelson Silva não precisa mais entrar na Avenida Sete para acessar o Carlos Otto. Basta entrar na Brasil. Entretanto, os motoristas não foram orientados para isso e se aglomeram na Avenida Sete, causando grande retenção.

Nos trechos da Brasil onde não há obras, motoristas avaliam que houve melhoria no tráfego com a implantação do novo sistema de circulação. As pistas que margeiam o Rio Paraibuna estão com sentido único de circulação entre os bairros Santa Terezinha, na Zona Nordeste, e Santa Teresa, na Sudeste. O lado direito será destinado ao fluxo em direção à Vila Ideal, e o esquerdo segue o sentido contrário. Também houve mudanças na Avenida Sete de Setembro e em ruas perpendiculares. Junto com a operação do binário, foi liberado o trânsito na Ponte Luiz Ernesto Bernardino Alves Filho, em frente o Clube Tupynambás, inaugurada na noite dessa quinta. A nova estrutura é responsável pelo fluxo de automóveis do lado direito para o esquerdo do rio. 

A Secretaria de Transportes e Trânsito (Settra) foi procurada pela reportagem e informou que está avaliando as mudanças durante o dia e irá se posicionar no início da noite.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que campanha corpo-a-corpo ainda dá voto?