Publicidade

31 de Março de 2014 - 15:30

Ladrões agiram na Zona Norte e Cidade Alta, fazendo reféns. Intervalo entre os crimes foi inferior a 12 horas

Por Sandra Zanella

Compartilhar
 

Em menos de 12 horas, três pessoas foram rendidas por ladrões armados em dois assaltos a supermercados da cidade para arrombamento de caixas eletrônicos. Os casos aconteceram nos bairros São Pedro, na Cidade Alta, e Benfica, Zona Norte, entre a noite de domingo e a madrugada desta segunda-feira (31). Vigias dos estabelecimentos chegaram a ser amarrados e um motorista também virou refém. Ninguém foi preso. Já na noite de sábado, a Polícia Militar conseguiu capturar dois paulistas suspeitos de terem arrombado um caixa eletrônico dentro de uma agência bancária no Cascatinha, Zona Sul. Em poder da dupla estavam ferramentas usadas no crime, além de 30 envelopes de depósito danificados, 16 cheques e mais de R$ 13 mil em espécie.

O caso mais recente chegou ao conhecimento da PM pouco depois das 4h desta segunda e foi registrado em um supermercado da Rua Martins Barbosa, em Benfica. Segundo informações do boletim de ocorrência, por volta de 1h30, o vigia, 45 anos, estava na guarita do estabelecimento, quando cinco criminosos encapuzados e armados com revólveres arrombaram o portão dos fundos. Dois deles renderam o funcionário, que foi preso a uma Kombi com fita adesiva, e um motorista, 65, que chegava ao local e acabou amarrado em uma árvore. Enquanto um bandido vigiava as vítimas, um segundo observava um corredor de acesso, e os demais seguiram para o interior do supermercado, entrando por uma abertura feita no forro lateral. Com auxílio de máquina de soldar, o trio arrombou o caixa e roubou dinheiro, mas o valor não foi informado. Os assaltantes ainda danificou um cofre da tesouraria, mas o gerente informou à PM que nada foi levado. A suspeita é de que o bando fugiu após o disparo do alarme, já que foram deixadas para trás ferramentas, como uma furadeira, duas chaves de fenda, além de botijão de gás e cilindro de oxigênio.

Às 19h de domingo, a PM atendeu ocorrência semelhante em outro supermercado, na Rua José Lourenço, no São Pedro. Por volta das 15h, o vigia, 58, foi surpreendido por um criminoso armado com pistola e com sotaque paulista. A vítima teve os olhos vendados, foi amordaçada e amarrada nas dependências de um canil. O homem só conseguiu ser libertado quatro horas depois, quando outro vigia o encontrou. A quantia levada do caixa arrombado no interior do estabelecimento também não foi informada.

 

Paulistas presos no Cascatinha

Já a prisão dos dois paulistas, de 33 e 36 anos, aconteceu por volta das 20h de sábado, após denúncia de um popular, que desconfiou do crime. Ao receberem a informação e constatarem o dano no caixa de uma agência na Avenida Doutor Paulo Japiassu Coelho, militares iniciaram rastreamento e abordaram os suspeitos, que caminhavam pela Rua Francisco Vaz de Magalhães. A dupla ainda tentou acelerar o passo ao perceber a aproximação da polícia. Depois de a PM flagrar os envelopes, com cheques e R$ 13.764, um dos homens chegou a oferecer o dinheiro furtado a um soldado para que sua fuga fosse facilitada. Os suspeitos ainda confessaram que vieram de São Paulo para arrombar caixas no município. Eles tiveram o flagrante de furto confirmado no plantão da 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil e foram conduzidos ao Ceresp.

 

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você já presenciou manifestações de intolerância religiosa?