Publicidade

15 de Maio de 2014 - 07:00

Por Tribuna

Compartilhar
 

O vídeo gravado pelas câmeras de segurança de uma loja de vidros automotivos, na Avenida Brasil, no Bairro Ladeira, região Sudeste, mostra a ação de bandidos armados que tentaram assaltar o estabelecimento, na noite da última segunda-feira (12). Durante a ação, foram rendidos o proprietário do estabelecimento de 42 anos, o filho dele de 10 e um funcionário. A reportagem teve acesso às imagens (ver no vídeo abaixo) e, diferente do que foi registrado pela Polícia Militar, que relatou no Registro de Eventos de Defesa Social (Reds) que não teria sido possível identificar os bandidos, uma vez que as imagens eram de má qualidade, o vídeo entregue ao jornal identifica com clareza o rosto de um dos ladrões. As imagens mostram o instante em que o ladrão vai até o filtro de água, tira a arma de fogo da cintura e aponta em direção às vítimas, ficando de frente para uma das câmeras de segurança. Mostram também o momento em que um homem, de posse de um revólver, dentro da loja, manda o proprietário, a criança e o funcionário se deitarem atrás de um veículo. 

A tentativa de assalto foi registrada por volta das 19h30, quando o proprietário se preparava para fechar a loja, e um homem desconhecido aproximou-se e pediu para beber água. Ele recebeu a autorização para entrar e, logo em seguida, outro homem surgiu, com uma arma de fogo, anunciando o assalto. A porta do estabelecimento foi fechada pela dupla. Um funcionário que já estava do lado de fora, ao perceber que as portas foram abaixadas, tentou erguê-las, e um dos bandidos tentou puxá-lo para dentro. Neste instante, segundo as vítimas, um dos ladrões começou a gritar, como que para avisar ao outro que tinham sido descobertos. Assim, eles fugiram sem nada levar. As imagens do circuito também mostram quando um dos bandidos tenta puxar para dentro o funcionário que tentou erguer a porta. Foi realizado rastreamento pela PM em busca dos ladrões, mas ninguém foi localizado. 

 

Mais assaltos

Além dessa loja que foi alvo de bandidos, outros dez estabelecimentos comerciais foram assaltados deste a última segunda-feira. O casos mais recentes tiveram seus registros efetuados na noite de terça-feira. Um dos crimes foi contra uma casa lotérica, na Avenida Sete de Setembro, no Costa Carvalho, Zona Sudeste, por volta das 18h. No local, a vítima, uma mulher de 28 anos, contou que três homens entraram no estabelecimento e anunciaram o roubo. Um deles estava com uma arma de fogo na cintura. Eles levaram as funcionárias para o fundo da loja, de onde acionaram o alarme. Desta forma, os bandidos acabaram fugindo. 

Já na Avenida Presidente Costa e Silva, no São Pedro, Cidade Alta, uma padaria foi assaltada por bandidos armados. De acordo com a vítima, uma mulher de 32 anos, uma dupla entrou no estabelecimento, sendo que um dos suspeitos estava armado com revólver. Eles mandaram todos os funcionários se deitar no chão e roubaram R$ 300 do caixa. O local possui circuito interno de TV, mas, segundo o boletim de ocorrência, não havia monitor para que os policiais assistissem às imagens. Assim, o proprietário foi orientado a levar o vídeo para a Polícia Civil. 

Também no São Pedro, dois ladrões, ambos armados, assaltaram um restaurante, na Avenida Senhor dos Passos, por volta das 20h30. Duas vítimas, homens de 42 e 52 anos, contaram que estavam no estabelecimento quando a dupla chegou a pé. Um deles portava uma pistola, e o outro, um revólver calibre 38. Os bandidos ameaçaram as vítimas, roubaram mais de R$ 250 em dinheiro e bebidas. Policiais mostraram fotos de suspeitos que já agiram na região, mas nenhum deles foi reconhecido.  Os dois últimos casos aconteceram na Cidade Alta, na noite desta quarta-feira, com intervalo de 19 minutos. Os alvos foram um depósito de gás no Jardim Casablanca, e  um supermercado no São Pedro.

Galeria de Imagens

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que alertas em cardápios e panfletos de festas sobre os riscos de dirigir sob efeito de álcool contribuem para reduzir o consumo de bebidas por motoristas?