Publicidade

12 de Maio de 2014 - 11:14

Por Tribuna

Compartilhar
 

Mais um roubo à mão armada contra veículo foi registrado na cidade. Desta vez, o caso aconteceu no Bairro Distrito Industrial, na Zona Norte, na manhã desse domingo (11). Conforme o boletim de ocorrência, a vítima, um homem de 47 anos, relatou que o ladrão surgiu com uma arma de fogo e anunciou o assalto, apontando o revólver para a sua cabeça. O bandido exigiu que o proprietário do carro, um Fiat Uno Mille, entregasse o veículo. A vítima entregou a chave e o bandido embarcou no veículo e fugiu em alta velocidade, tomando rumo do acesso Norte.

Durante rastreamento, a PM recebeu informações de que o carro roubado teria se acidentado, no Bairro Barreira do Triunfo, também na Zona Norte. No local, os militares se depararam com o Uno capotado, e o suspeito, 27, sendo atendido por uma unidade de Resgate. Ele foi encaminhado para o Hospital de Pronto Socorro (HPS) onde foi medicado e ficou em observação sob escolta. No local do acidente, a polícia localizou a arma utilizada no assalto. O crime foi encaminhado para investigação da Polícia Civil.

Na última quinta-feira, um comerciante, 56, também teve sua motocicleta roubada durante assalto, registrado na rodovia BR-040, por volta das 23h, na Zona Norte. A vítima relatou à PM que estava em deslocamento para sua residência, na estrada velha do Bairro Santa Cruz, que liga a BR a algumas granjas, quando foi surpreendido por dois homens armados com revólver. O motorista foi parado e amarrado, sendo abandonado no chão. Os ladrões fugiram, levando a moto Honda Fan, de cor vermelha, rumo à rodovia no sentido do Rio de Janeiro. A vítima conseguiu escapar e acionar a PM. Ela contou que os bandidos estavam com roupas escuras e usavam tocas pretas. Foi realizado rastreamento pela área em busca dos suspeitos, mas ninguém foi localizado.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que alertas em cardápios e panfletos de festas sobre os riscos de dirigir sob efeito de álcool contribuem para reduzir o consumo de bebidas por motoristas?