Publicidade

16 de Maio de 2014 - 07:00

Por Tribuna

Compartilhar
 

Lançada nesta semana, a "Cartilha da Diversidade Étnico-racial e de Gênero no Mercado de Trabalho" é direcionada a empresas, associações civis e entidades públicas e privadas, tendo como objetivo incentivar a adoção de normas e políticas que promovam o respeito à diversidade no âmbito dos seus empregados e colaboradores. O material faz alusão ao "Selo da Diversidade", apresentado em novembro do ano passado, como forma de reconhecimento das entidades que adotam esta postura. A cartilha é produzida pelo Conselho Municipal de Valorização da População Negra (CMVPN).

Segundo a primeira-secretária da entidade, Zélia Lúcia Lima, a efetivação do trabalho depende, agora, da criação do "Comitê gestor", que irá avaliar e gerenciar a concessão e renovação dos selos. "Queremos implementar as políticas de diversidade, que não beneficiará apenas a população negra, mas todas as outras minorias que são discriminadas, como homossexuais e deficientes, que sofrem com baixos cargos e salários. Empresas de qualquer porte e segmento podem participar do selo, que servirá como reconhecimento da igualdade."

Ainda sem data definida para ser instituído, o comitê será composto por 12 membros, sendo seis representantes da sociedade civil e seis da Administração Municipal, nomeados pelo secretário de Governo da Prefeitura.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que a realização de blitze seria a solução para fazer cumprir a lei que proíbe jogar lixo nas ruas?