Publicidade

17 de Abril de 2014 - 07:00

Por Tribuna

Compartilhar
 
As 15 estações da via crucis foram percorridas ontem por fiéis na Igreja de São Sebastião
As 15 estações da via crucis foram percorridas ontem por fiéis na Igreja de São Sebastião

O Tríduo Pascal, tempo litúrgico celebrado durante a Quinta-feira Santa, Sexta-feira da Paixão e Vigília Pascal (véspera do Domingo de Páscoa), tem início nesta quinta-feira (17) nas paróquias de Juiz de Fora. A data é marcada pela Missa dos Santos Óleos, quando o clero da Arquidiocese se reúne em missa solene para renovar o compromisso como sacerdotes, revivendo a instituição da Eucaristia e do sacerdócio ministerial. Nesta celebração, os óleos dos catecúmenos (usados nos batizados) e dos enfermos (usados na unção dos doentes) são abençoados, e o óleo do crisma (usado no sacramento do Crisma) é consagrado. A cerimônia acontece às 9h, na Catedral.

À tarde, as celebrações se concentram na Ceia do Senhor e Lava-pés. A primeira recorda o episódio da Última Ceia, na qual Jesus Cristo oferece a Deus-Pai o seu corpo e sangue, representados pelo pão e pelo vinho, entregando-os aos seus apóstolos, para que os tomassem, mandando-lhes oferecer também aos seus sucessores. Durante a celebração, acontece a cerimônia do Lava-pés, quando Jesus lavou os pés dos seus apóstolos em sinal de humildade e serviço.

Para ilustrar o momento, os convidados a participar da encenação do rito, na Igreja Imaculada Conceição, em Benfica, Zona Norte, serão pessoas que vivenciaram momentos de violência nos últimos anos, como a mãe de um jovem de 20 anos, que foi assassinado em 2013. A temática escolhida pela paróquia tem relação com a Campanha da Fraternidade deste ano, que aborda as questões da violência e do tráfico humano. A cerimônia acontece nesta quinta, às 19h.

A Sexta-feira Santa será marcada pelo silêncio, jejum e oração, pois recorda a Paixão e Morte de Jesus na cruz. Segundo a Arquidiocese de Juiz de Fora, o momento não deve ser visto como luto, mas com respeito diante da morte de Cristo. Não estão programadas missas, porém, às 15h, horário da morte de Jesus, será celebrada a principal cerimônia do dia: a Paixão do Senhor. As paróquias organizam suas encenações da Via-Sacra, que relembra o sofrimento de Jesus antes de ser crucificado.

Direcionando a reflexão da Paixão de Cristo para os dias atuais, a comunidade de Benfica levará, até o residencial Miguel Marinho, na Zona Norte, uma cruz para simbolizar a Paixão do Povo. A iniciativa, proposta pelo pároco Guanair da Silva Santos, pretende criticar as dificuldades vividas pelos moradores no acesso a serviços públicos fundamentais (saúde, educação e segurança) e a precariedade na infraestrutura de suas moradias. A caminhada partirá às 5h da Igreja Imaculada Conceição (Rua Tomé de Souza), em silêncio, levando a cruz de madeira - que tem quatro metros de comprimento e pesa cerca de cem quilos - para ser implantada no residencial.

A Igreja de São Sebastião, no Centro, realizou na noite desta quarta-feira, a Via-Sacra dentro do templo. Os fiéis percorreram as 15 estações da via crucis, alocadas nas colunas da igreja, entoando cânticos, orações e leituras. A programação completa da Semana Santa em Juiz de Fora está disponível no site www.arquidiocesejuizdefora.org.br.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que campanha corpo-a-corpo ainda dá voto?