Publicidade

14 de Março de 2014 - 19:48

Por Tribuna

Compartilhar
 
Edificação foi feita exclusivamente com a mão de obra de presos
Edificação foi feita exclusivamente com a mão de obra de presos

Um galpão de costura que vai empregar, inicialmente, 50 detentos foi inaugurado na manhã desta sexta-feira (14) no Ceresp, no Linhares, Zona Leste. Durante a solenidade, o diretor da unidade, Giovane de Moraes Gomes, recebeu autoridades ligadas à segurança pública e aos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário da cidade. O deputado estadual Lafayette Andrada, ex-secretário de Estado de Defesa Social, também esteve no evento, que contou com homenagens a alguns dos presentes. De acordo com a direção do Ceresp, o galpão, com cerca de 150 metros quadrados, foi construído por meio de parceria público-privada com a Cooperativa de Costura Ebenézer de Avelar. A edificação foi feita exclusivamente com a mão de obra de presos, sendo gastos R$ 120 mil em materiais. Para a presidente da Comissão de Direitos Humanos da Subseção da OAB de Juiz de Fora, Elvia Rocha, a iniciativa é muito válida. "É uma forma de ressocializar o preso, oferecendo oportunidade de trabalho." Cerca de cem detentos do Ceresp já trabalhavam em duas malharias, uma fábrica de blocos e outra de embalagem plástica.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você está evitando contrair dívidas maiores em função da situação econômica do país?