Publicidade

26 de Dezembro de 2013 - 19:27

Casos tiveram como vítimas homens, mortos a tiros nos bairros Santa Cândida e Benfica

Por Tribuna

Compartilhar
 

Em pouco mais de 24 horas, dois homens foram mortos a tiros em plena luz do dia. O último caso foi registrado por volta das 17 desta quinta-feira (26), no Bairro Santa Cândida, Zona Leste. De acordo com a PM, Mário Sérgio de Souza Gomes, 27 anos, foi alvejado enquanto caminhava pela Rua João Salvi. O sargento responsável pela ocorrência, Augusto Calais, afirmou que populares relataram que os disparos teriam sido feitos por um homem que estava na garupa de uma moto. Mesmo ferida, a vítima ainda correu para dentro de um bar e mercearia de familiares, que fica na mesma rua. 

O atirador teria descido da moto e efetuado novos disparos dentro do estabelecimento comercial. "A vítima se escondeu do lado de dentro do balcão, foi alvejada de novo e morreu no local", explicou o sargento. A PM recebeu informações que, durante a fuga, a dupla teria caído da moto e se ferido. Até o fechamento desta edição, a PM procurava em hospitais da cidade por pessoas que deram entrada feridas em acidentes de trânsito. 

A perícia da Polícia Civil constatou que Mário Sérgio sofreu quatro ferimentos causados por disparos de arma de fogo. Dois deles perfuraram o abdômen e as costas. No local foi recolhido um projétil calibre 380. Com o morto foi encontrada uma porção de maconha. O caso será investigado pela Delegacia Especializada de Homicídios e Antidrogas. 

Já na quarta-feira, dia de Natal, um comerciante de 45 anos foi assassinado em um bar no Bairro Benfica, Zona Norte. De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, o crime aconteceu por volta das 15h30 na Rua Marília. Wanderlei Marcelo da Silva foi baleado e caiu na parte interna do balcão do estabelecimento. O óbito foi constatado pelo Samu. 

 A PM obteve informações de que o homicídio também teria sido praticado por ocupantes de uma motocicleta. O carona teria desembarcado do veículo, entrado no bar e atirado duas vezes depois de chamar a vítima pelo nome. Alvejado na cabeça, Wanderlei não resistiu. Militares não conseguiram identificar a autoria do assassinato, mas souberam que a vítima já estaria sendo ameaçada.

 

Tentativas de homicídio 

Outras duas pessoas foram vítimas de tentativas de homicídio entre a véspera e o dia de Natal. Por volta da meia-noite de quarta-feira, uma mulher, 39, foi esfaqueada pelo companheiro no Bairro Santo Antônio, Zona Sudeste. Conforme a PM, o crime aconteceu após uma discussão entre os envolvidos, no interior do estabelecimento de um deles, na Rua Alexandre Ressurreição. A vítima foi atacada pelas costas, sofrendo cortes nessa região, além de pescoço e mão. Ela foi socorrida e levada para a Santa Casa, onde foi medicada e liberada. A mulher contou à PM que o companheiro não a matou porque a faca quebrou durante os golpes. O suspeito não foi localizado.

Já o homem, 40, esfaqueado em briga de gangues, no final da manhã de terça-feira, no Bairro Sagrado Coração, Zona Sul, permaneceu internado nesta quinta em estado grave no HPS. Segundo a assessoria da Secretaria de Saúde, o paciente estava no CTI, sedado, com estado regular e inalterado. De acordo com a PM, ele seria tio de um dos envolvidos na confusão da Rua Marciano Pinto e teria saído de casa com um facão. No entanto, o homem acabou sendo surpreendido por dois jovens, que o apedrejaram. Mesmo com a vítima já desmaiada, a dupla teria pegado o facão e desferido golpes contra a cabeça dela. Ainda conforme a PM, o homem sofreu um extenso corte no couro cabeludo, com exposição de massa encefálica, e também teve fratura no crânio. 

A PM informou que a briga que resultou na tentativa de assassinato envolveu moradores do Sagrado e Vale Verde. O confronto teve início com o apedrejamento de um veículo Passat, que apresentou defeito em via pública. O motorista também foi agredido e retornou ao local com um grupo do Vale Verde, o qual passou a arremessar pedras contra a janela da casa onde morava um dos agressores. Em seguida, o tio do suspeito saiu da residência com o facão e acabou sendo golpeado. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?