Publicidade

05 de Dezembro de 2013 - 21:23

Por Tribuna

Compartilhar
 
Autoridades do município participaram de lançamento do comitê contra a doença
Autoridades do município participaram de lançamento do comitê contra a doença

O Comitê de Combate à Dengue foi criado na tarde desta quinta-feira (5) em evento no prédio da Prefeitura. Na cerimônia, o prefeito Bruno Siqueira (PMDB) assinou a portaria que institui o comitê composto por representantes de diversas secretarias da Prefeitura, da Câmara Municipal, do Exército, da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros, da Superintendência Regional de Saúde, da Cúria Metropolitana, do Conselho de Pastores, da Ouvidoria Municipal de Saúde e do Conselho Municipal de Saúde. O comitê irá atuar no planejamento de estratégias para reduzir o número de casos na cidade.

O secretário de Saúde, José Laerte Barbosa, apresentou as ações que já foram realizadas pela Prefeitura e as estratégias que serão adotadas para reduzir os números no próximo Levantamento do Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (Liraa). O resultado final do terceiro Liraa de 2013, em novembro, apontou que, em 2% dos 6.358 imóveis inspecionados, há focos do mosquito transmissor da doença. Segundo o secretário, grande parte dos focos encontrados estava dentro das residências. "Em janeiro será realizado novo Liraa. Por isso, é importante ter ações agora para reduzir esse índice no próximo mês", enfatiza José Laerte. De 1º de janeiro até a última segunda-feira, Juiz de Fora teve 5.821 casos notificados, 5.258 confirmados e quatro óbitos. A Zona Norte foi a região com maior índice de infestação.

No evento desta quinta também foi apresentada a campanha "Agentes especiais no combate a dengue", voltada para as crianças. A iniciativa começa nesta sexta, sendo baseada nas histórias em quadrinhos. Ela conta com cartazes, adesivos de para-choque, bottons, jogo de tabuleiro, carteirinha, cartilha de bolso, cartilha para colorir e campanhas em TV e rádio. "Decidimos trabalhar com as crianças, pois elas influenciam hábitos", explica o secretário de Comunicação, Michael Guedes.

 

Agentes

Representantes do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate a Endemias (Sindace)solicitaram a intermediação da Câmara para estabelecer diálogo com a Prefeitura sobre salários e condições de trabalho no dia 19 de novembro. De acordo com os representantes, seriam necessários 220 agentes para cobertura adequada do município, que atualmente conta com cerca de cem pessoas. A Comissão de Saúde do Legislativo foi designada para apurar os fatos. "As denúncias foram encaminhadas para a Secretaria de Saúde. Agora, estamos aguardando. O prazo estabelecido de dez dias foi pouco para apresentar os resultados", informa o vereador Antônio Aguiar (PMDB), presidente da comissão, que também participou nesta quinta do lançamento das ações de combate à dengue.

O secretário de Saúde, José Laerte Barbosa, informou que foram efetivados recentemente 70 agentes e outros 50 serão chamados. Já o prefeito comunicou que, em janeiro, serão realizados os trabalhos de capacitação. "Vamos realizar uma força-tarefa para complementar. Mas o objetivo é que cada pessoa também seja um agente."

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você pretende substituir o ovo de Páscoa por outros produtos em função do preço?