Publicidade

17 de Junho de 2014 - 07:00

Por Tribuna

Compartilhar
 

Ainda não foram instaladas novas placas de sinalização no cruzamento da Avenida Presidente Juscelino Kubitschek e o Acesso Norte, de onde a Settra removeu informativos instalados pelo aposentado João Gonçalves de Mello, 68 anos. Também não foram substituídas duas placas restauradas pelo aposentado no acesso ao Distrito Industrial. Nestes casos, os escritos foram cobertos pela secretaria com tinta branca.

Um morador da região, que preferiu ter a identidade preservada, contou que, todos os dias, vários motoristas precisam pedir informações sobre o acesso à BR-040, sentido Belo Horizonte, no cruzamento da Avenida JK com o Acesso Norte. O coordenador de projetos da Settra, Eduardo Facio, que responde interinamente pela Subsecretaria Operacional de Transporte e Trânsito, garantiu que nesta quarta-feira (18) serão colocadas placas informativas sobre bairros e indicando as saídas para Belo Horizonte. "A sinalização será instalada do entroncamento do trevo da Imbel (na Avenida JK, altura do número 6.050) até o entroncamento da JK com o Acesso Norte."

Após a repercussão da atitude de João Gonçalves, que custeou as placas com o próprio dinheiro, investindo R$ 450, outros juiz-foranos apontaram pontos da cidade onde falta sinalização vertical. "Há três anos que ligo e envio e-mail para que seja colocada uma placa na saída da ponte de Santa Terezinha (na Rua Doutor José Eutrópio), indicando retorno para os bairros Fábrica, Monte Castelo, Esplanada e Carlos Chagas, e nada", afirma um leitor, que também reclama da falta de placas no Viaduto Francisco Bernardino, informando sobre o retorno para os bairros citados.

De acordo com o coordenador de projetos da Settra, a Avenida Brasil, a partir da ponte da Avenida Rui Barbosa, ganhará um tipo de sinalização que ainda não existe ainda na cidade. "A via será sinalizada, nas três faixas, com numeração horizontal de 1, 2 e 3. Em uma placa vertical, será mostrado para onde cada faixa irá levar. Por exemplo, a faixa 1 será para quem vai dobrar à esquerda no final da ponte da Rua Doutor José Eutrópio. A placa vertical indicará que a faixa é a melhor para quem vai pegar o retorno ou seguir para o Centro." A previsão é de que o serviço seja executado até o final de julho.

Outras pessoas se queixam da falta de placas que indiquem pontos turísticos de Juiz de Fora, como o acesso ao Parque da Lajinha, Morro do Imperador, Museu Mariano Procópio, Expominas e Mirante, dentre outros. Alguns bairros que sofrem com o problema também foram destacados, como Salvaterra, Retiro, Borboleta, Linhares, Grama e Filgueiras. "Quis ir do Centro ao Retiro e não soube chegar à localidade, porque não vi nenhuma placa sinalizando", comenta um leitor. Neste caso, Eduardo informa que uma empresa terceirizada já realiza o serviço de instalação de sinalização turística e indicativa desde o segundo semestre do ano passado. Até o momento, foram instaladas 168 placas, restando 40 que devem ser colocadas até o fim deste mês.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você aprova o retorno de Dunga para o comando da Seleção Brasileira?