Publicidade

29 de Janeiro de 2014 - 20:52

Por Tribuna

Compartilhar
 
Catedral ganhou novos piso e presbitério
Catedral ganhou novos piso e presbitério
Intervenções na Catedral foram iniciadas em maio de 2002
Intervenções na Catedral foram iniciadas em maio de 2002

Os novos piso e presbitério da Catedral Metropolitana, assim como a nova aparelhagem de som, sistema de climatização e sacristias, foram inaugurados nesta quarta-feira (29) durante a primeira missa em ação de graças do Tríduo Eclesial Vocacional, presidido pelo arcebispo metropolitano dom Gil Antônio Moreira. A celebração abriu as comemorações dos 90 anos de desmembramento da Diocese de Juiz de Fora, que serão completados no próximo sábado. O presbitério foi construído em pedra granito, a partir dos critérios sobre elementos históricos e artísticos sugeridos pelo Concílio Vaticano II.

Nesta quinta, às 19h, as bênçãos serão direcionadas ao novo altar-mor, em mármore branco, onde os padres irão celebrar as missas, e ao novo ambão, onde são realizadas as leituras e a entonação do Santíssimo Sacramento, que também ganhará uma nova capela. Na sexta, no mesmo horário, a imagem original de Santo Antônio, padroeiro da Arquidiocese e de Juiz de Fora, será recolocada na Catedral, após passar por restauração. A peça foi a primeira a ser utilizada na capela da então Vila de Santo Antônio do Paraibuna, no século XVIII.

"A história dos 90 anos da diocese está atrelada ao grande crescimento da Zona da Mata, começando por dom Justino, que foi muito atuante, tanto na parte sacramental, como na parte religiosa e administrativa. Foi ele quem construiu a Catedral que temos hoje. Por 33 anos, acompanhou o período inicial da diocese, que foi de crescimento espiritual, pastoral e administrativo", comenta o arcebispo metropolitano dom Gil Antônio Moreira.

Para concluir as obras da Catedral, ainda é preciso finalizar as pinturas, tanto da parte interna como externa. A assessoria de comunicação do templo informou que quatro imagens sacras serão pintadas na cúpula da igreja. As obras são idealizadas pelo artista plástico Roberto José Pereira, natural de Pouso Alegre (MG), e devem ficar prontas dentro de oitos meses. A primeira delas, que ilustra a chegada de Santo Antônio ao céu, já foi finalizada. O artista já iniciou o desenho da segunda, que retrata a coroação de Nossa Senhora. As outras duas obras ilustram dois milagres realizados pelo padroeiro da cidade. Estão previstas, ainda, a restauração de outras pinturas da igreja, mas ainda não há previsão de data para o início das intervenções.

As obras da Catedral foram iniciadas em maio de 2002, a partir da necessidade de oferecer mais conforto e acessibilidade à comunidade, além de se adequar às seguir normas litúrgicas da Igreja. A primeira intervenção foi a construção de três banheiros masculinos e três femininos. Durante 13 anos, os telhados e as fachadas da sacristia, da recepção, dos salões e das 45 salas do prédio administrativo também foram contemplados. Houve também a implantação dos sistemas de prevenção a incêndio e de segurança (como alarmes e câmeras), de ar condicionado, de acústica e sonorização. A igreja ganhou uma nova subestação de energia e grades no entorno.

 

Novas paróquias

As comemorações aos 90 anos da Diocese de Juiz de Fora também reservam a elevação de quatro comunidades a paróquias a partir de março. Desta forma, a Arquidiocese de Juiz de Fora, que antes possuía 86 paróquias, passará a ter 90. A primeira será a Comunidade Nossa Senhora da Glória, em Santos Dumont (MG), que acolherá, no domingo, a imagem de Nossa Senhora da Glória e o futuro pároco, padre Celso Mendes Campos, na Matriz São Miguel e Almas. A missa de instalação ocorre no mesmo dia, às 17h, e será presidida por dom Gil Antônio Moreira.

No dia 8 de fevereiro, o arcebispo metropolitano celebra, às 19h30, a missa de instalação da futura paróquia de Nossa Senhora de Fátima, no Bairro Nossa Senhora de Fátima, na Cidade Alta. Na ocasião, o primeiro pároco, padre Luiz Roberto Magalhães Leite (Zucka), será apresentado aos fiéis. Ainda com datas a serem definidas, as outras duas paróquias criadas serão a São Sebastião, no município de Senador Cortes, e a Sagrada Família, em São João Nepomuceno.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?