Publicidade

30 de Maio de 2014 - 13:00

Por Tribuna

Compartilhar
 
Professores fizeram nova assembleia na manhã desta sexta
Professores fizeram nova assembleia na manhã desta sexta

Atualizada às 18h14

Professores municipais em greve realizaram nova manifestação na manhã desta sexta-feira (30), no Centro de Juiz de Fora. Cerca de 300 grevistas percorreram as ruas centrais em passeata, com música, cartazes e palavras de ordem. Na frente do grupo, seguia um ator imitando um "bebê chorão", em cima de uma pick-up. De acordo com os presentes, o neném era a representação do prefeito Bruno Siqueira (PMDB). A categoria está em negociação com a Administração Municipal, e, entre outras questões, não concorda com a atual aplicação da Lei do Piso, que se baseia em cálculo proporcional às horas de trabalho.

O ato começou em frente ao prédio da Sociedade de Medicina e Cirurgia de Juiz de Fora, na Braz Bernardino, onde aconteceu uma assembleia às 10h. Durante o encontro, a categoria rejeitou, novamente, o percentual  de 6,42% oferecido pela PJF, exigindo os 8,32% correspondentes à atualização feita pelo Ministério da Educação (MEC). Os docentes seguiram até o Parque Halfeld, local em que a ação terminou. Na quinta-feira (29), os professores fizeram protesto durante a inauguração da ponte na altura do Tupinambás.

A PJF, por sua vez, argumenta que cumpre a Lei do Piso, sendo o cálculo proporcional à carga horária aceito por tribunais superiores como o Supremo Tribunal Federal (STF). Quanto aos 8,32% de aumento reivindicados pela categoria, o Executivo sustenta que a atualização nacional do piso, definida em janeiro pelo MEC, não é um índice nacional de reajuste, mas uma referência para que os Municípios e Governos estaduais calculem o reajuste de seus quadros, conforme os atuais vencimentos e a proporcionalidade às horas de trabalho.

 
Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você aprova o retorno de Dunga para o comando da Seleção Brasileira?