Publicidade

25 de Março de 2014 - 10:11

Por Sandra Zanella

Compartilhar
 
Armas e drogas também apreendidas em operação
Armas e drogas também apreendidas em operação

Atualizada às 19h30

Capturar suspeitos de envolvimento em crimes de roubo e furto foi o principal objetivo da operação "Impacto", desencadeada pelas polícias Civil e Militar nesta terça-feira (25) em várias regiões do município. Pelo menos 12 homens e adolescentes foram detidos durante a manobra, que contou com cerca de 200 militares e 50 civis. A investida ainda resultou na apreensão de duas armas de fogo e sete munições, no Bairro Jardim Casablanca, Cidade Alta, e de meio quilo de cocaína, três papelotes do mesmo entorpecente, três buchas de maconha, balança de precisão e um projétil 38 no Bandeirantes, Zona Nordeste. Os cumprimentos de mandados de busca e apreensão e de prisão também culminaram na localização de outras porções de drogas e uma touca ninja.

"Todos os meses as polícias Militar e Civil realizam a operação 'Impacto', e, desta vez, o objetivo foi combater o crime de roubo, desde assaltos a pedestres, a residências e estabelecimentos comerciais até furtos, principalmente os praticados na Cidade Alta", explicou a delegada regional, Sheila Oliveira. "Diversos autores de roubos foram presos, alguns com mandados de prisão preventiva. Adolescentes também foram conduzidos com pedidos de acautelamento", completou a delegada. "Nesta operação, focamos na questão do roubo em toda a cidade para dar uma resposta a esses crimes", enfatizou o comandante do 2º Batalhão da PM, tenente-coronel Renato Sampaio Preste. Para o subcomandante do 27º Batalhão da PM, major Paulo Alex Moreira, a intenção é "intranquilizar o infrator". "Fizemos diversas buscas e apreensões na residência de pessoas na Cidade Alta que têm ligação com furtos e roubos."

Responsável pelos inquéritos que embasaram parte das prisões, a titular da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos, Patrícia Ribeiro, acredita ter desmontado um grupo que agia, principalmente, na Cidade Alta. Entre os presos estão dois suspeitos de terem praticado assalto em um condomínio no Bairro São Pedro. O crime aconteceu no dia 20 de fevereiro, quando um casal de administradores teve a casa invadida. A moradora, 25, saía de carro e foi surpreendida por dois criminosos, um deles encapuzado, que entraram pela garagem do imóvel e renderam ela e o marido, 30. Um bebê, filho do casal, também estava presente. A dupla roubou joias, dinheiro e vários objetos de valor, incluindo celulares e relógios. 

Durante a "Impacto", as polícias também conseguiram capturar três homens que teriam participado do furto na residência de uma promotora de Justiça há cerca de um mês em outro condomínio da Cidade Alta. A equipe de Repressão a Roubos recuperou, inclusive, parte do material furtado. Conforme a delegada Patrícia, ainda foram apreendidos dois adolescentes que teriam envolvimento em roubos a coletivos da Viação Tusmil. "Acreditamos que desmantelamos uma quadrilha que estava agindo naquela região", afirmou a delegada. 

Um adolescente e um jovem suspeitos de terem tentado assaltar uma lotérica no Mariano Procópio, Zona Nordeste, também foram detidos. O estabelecimento foi invadido em fevereiro, e o proprietário acabou se envolvendo em luta corporal com um dos ladrões, que conseguiu fugir. No dia do crime, apenas o homem que teria dado fuga em um carro foi preso. 

 

Denúncias

As polícias Civil e Militar são unânimes sobre a importância de a população colaborar com as ações policiais mediante denúncias, que podem ser feitas pelo número 181, do Disque-Denúncia Unificado (DDU), pelo 190 da PM ou diretamente nas delegacias e sedes policiais. "As pessoas têm nos ajudado com denúncias anônimas", avaliou o tenente-coronel Renato Preste, acrescentando que, na área do 2º Batalhão, as ações foram concentradas nas regiões Leste e central. Também na visão da delegada regional, Sheila Oliveira, toda ajuda é importante. "Precisamos que a população colabore ainda mais, principalmente com relação à localização de armas de fogo." Além dos cumprimentos de mandados, a operação "Impacto" contou com blitze e batidas policiais em vários bairros, como na Vila Esperança e em Igrejinha, Zona Norte, e em corredores de tráfego, como na Avenida JK. 

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a retirada das pinturas de Lucio Rodrigues dos pontos de ônibus?