Publicidade

17 de Janeiro de 2014 - 10:27

Por Tribuna

Compartilhar
 

Atualizada às 12h49 

Apesar do temporal que atingiu Juiz de Fora entre a noite dessa quinta-feira (16) e a manhã desta sexta-feira, a Defesa Civil registrou apenas oito ocorrências na cidade, mas nenhuma de grande risco. O começo das chuva foi registrado às 21h dessa quinta pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). No mesmo horário, as rajadas de vento chegaram a 46,44 km/h, o que é considerado tempestade, já que os ventos com velocidade entre 45 e 90 quilômetros por hora podem promover a queda de árvores e galhos, e, em alguns casos, destruir muros e destelhar casas. Em uma hora, de 21h a 22h, 62 raios atingiram a cidade, mais de um por minuto.

Uma árvore caiu e deixou o trânsito impedido na Rua Oscar Vidal, no Centro. A Settra recebeu o chamado por volta das 8h e impediu o tráfego na via. Os carros só puderam passar pelo local por volta das 10h, quando a planta foi retirada. Já na região do Bairro Salvaterra, os ventos e raios fizeram com que um cabo de energia se partisse, e os moradores ficaram sem luz por duas horas e 13 minutos na noite dessa quinta, segundo a Cemig.

De 21h de quinta até 8h desta sexta, choveu 40,4 mm. A precipitação mais intensa aconteceu às 22h, quando a estação automática do Inmet marcou 15,6 mm, considerada chuva moderada. As ocorrências registradas pela Defesa Civil foram: uma ameaça de desabamento de edificação, duas ruas danificadas, três ameaças de escorregamento de talude, uma orientação e uma avaliação. As chamadas foram atendidas nos bairros Bonfim, na Zona Leste; Ipiranga, São Mateus, Jardim Olímpia e Teixeiras, na região Sul; Nova Era, na região Norte; Nova Germânia, na Cidade Alta; e Parque Burnier, na Zona Sudeste. 

Segundo os pluviômetros do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), monitorados pela Defesa Civil, as áreas da cidade onde foram registrados os maiores volumes de chuvas foram a região do Grama, com 70 mm, e e a área central, com 50mm.  

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da adoção de medidas, como tarifas diferenciadas e descontos, para estimular a redução do consumo de água?