Publicidade

11 de Dezembro de 2013 - 22:34

Por Tribuna

Compartilhar
 

A Polícia Civil de Minas Gerais indiciou nesta quarta-feira (11) 36 pessoas por envolvimento em fraude no vestibular de medicina em faculdades de Minas Gerais e do Rio de Janeiro. Segundo a assessoria da instituição, os suspeitos poderão responder pelos crimes de formação de quadrilha, estelionato e fraudes em concurso público. Entre os indiciados, estão 17 estudantes identificados como "compradores das vagas", que responderão ao processo em liberdade. Das 11 pessoas que cumpriam prisão temporária, dez tiveram a preventiva decretada e uma responderá ao processo em liberdade. No dia 3 deste mês, 21 pessoas foram presas por suspeita de envolvimento na quadrilha. O grupo vinha sendo investigado pela polícia há pelo menos oito meses. Em Juiz de Fora, uma estudante foi detida no Bairro São Mateus, suspeita de ter comprado a transferência para a Faculdade Universidade Presidente Antônio Carlos (Unipac), considerada como vítima pela Polícia Civil.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?