Publicidade

17 de Junho de 2014 - 10:58

Por Tribuna

Compartilhar
 

Um homem, 29 anos, foi preso pela Polícia Civil de Muriaé, município que fica a 162 quilômetros de Juiz de Fora, suspeito de fingir ser pastor evangélico e aplicar golpes na região da Zona da Mata mineira. Segundo a assessoria de comunicação do 4º Departamento Regional de Polícia Civil, o homem foi encontrado com uma das vítimas e os dois filhos dela, em uma casa do Bairro Dornelas, na sexta-feira (13). De acordo com o delegado da 32º Delegacia de Polícia, Rangel Martino de Oliveira Paiva, que está à frente do caso, as investigações mostraram que o suposto autor aplicava golpes por meio de rede social, além de estar envolvido com facções criminosas, posse ilegal de arma e tráfico de drogas.

O delegado informou ainda que foi durante as investigações que a equipe descobriu que o homem utilizava a rede social para se passar por pastor, vender Carteira Nacional de Habilitação falsa e lavrar escrituras de união estável. Ele agia nos municípios mineiros de Miradouro, Fevedouro, Teófilo Otoni, Cataguases e ainda em Macaé (RJ). Durante depoimento, o suspeito teria inclusive confessado os crimes. Segundo Rangel, os policiais conseguiram chegar a um dos endereços do suposto autor por meio de monitoramento e declaração de uma vítima. Houve dificuldade, pois, quando os mandados de busca e apreensão eram conseguidos, o homem já tinha se mudado novamente. Além disso, ele utilizava vários telefones celulares.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que os resultados do programa "Olho vivo" vão inibir crimes nos locais onde estão as câmeras?