Publicidade

03 de Janeiro de 2014 - 07:00

Crime ocorreu entre o Solidariedade e a Vila Ideal

Por Sandra Zanella

Compartilhar
 

Após encerrar 2013 com o trágico saldo de 139 mortes violentas - 40% a mais do que as 99 de 2012 e assustadoramente bem superior aos 52 óbitos de 2011-, Juiz de Fora já registrou o primeiro assassinato deste ano no início da madrugada desta quinta-feira (2). A vítima é um homem de 47 anos morto a tiros na Rua Vera Consuelo Nascimento, na região entre os bairros Solidariedade e Vila Ideal, na Zona Sudeste. De acordo com informações da Polícia Militar, Claudine Alves foi alvejado após um desentendimento em um bar por motivos fúteis. Depois da briga, ele teria ido em casa e se armado com duas facas e um bastão, mas, ao retornar à via pública para "tirar satisfação" com o outro envolvido, foi recebido a tiros. Com quatro perfurações na região frontal do corpo e outras três nas costas, Claudine não resistiu e morreu no local.

O óbito foi constatado pelo Samu, e peritos da Polícia Civil realizaram os levantamentos no local. Conforme a PM, a vítima portava duas facas na cintura e estava caída sobre um pedaço de madeira. O corpo foi encaminhado para necropsia no Instituto Médico Legal (IML). Um suspeito foi identificado, mas ninguém foi preso. O caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada de Homicídios e Antidrogas.

Crianças baleadas

Duas crianças, de 7 e 10 anos, foram baleadas em troca de tiros entre suspeitos e policiais militares, na noite de terça-feira (31), na Rua Sérvulo Pereira Monteiro, na Vila Alpina, Zona Leste. As meninas foram atingidas na perna e de raspão nas nádegas, respectivamente, durante perseguição policial a dois ocupantes de um Gol. Os homens, de 22 e 23 anos, acabaram presos em flagrante, mas nenhuma arma foi apreendida.

A perseguição teve início por volta das 19h. Ao perceber que seria abordado no Vitorino Braga, Zona Sudeste, o motorista acelerou o veículo pela Rua São José e trafegou em alta velocidade por vias de vários bairros, como São Benedito e São Bernardo. Outras viaturas deram apoio à ocorrência, montando cercos e bloqueios. Conforme o boletim de ocorrência, o Gol chegou a furar uma barreira do Gate na Rua Cesário Alvim, e um cabo atirou na tentativa de impedir a continuação da fuga. No entanto, o carro só parou na Rua Sérvulo Pereira, onde o carona desembarcou e, conforme a PM, disparou na direção dos policiais, que revidaram. Cessada a troca de tiros, os suspeitos fugiram a pé por um escadão de acesso à Rua Araxá.

Em seguida, os militares envolvidos no caso foram chamados por moradores de uma residência próxima, que pediram ajuda, informando haver feridos. As crianças teriam sido alvejadas em via pública, mas as circunstâncias não foram esclarecidas. Elas foram socorridas pela própria PM e medicadas no Hospital de Pronto Socorro (HPS).

Já os suspeitos foram localizados em uma casa da região. A dupla alegou ter fugido por não portar CNH e documento do veículo, que acabou apreendido. Os homens foram conduzidos à 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil, onde tiveram o flagrante confirmado por tentativa de homicídio e foram encaminhados ao Ceresp.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você está evitando contrair dívidas maiores em função da situação econômica do país?