Publicidade

16 de Julho de 2014 - 20:39

Por Tribuna

Compartilhar
 

Um homem de 31 anos foi encaminhado ao Ceresp, na madrugada desta quarta-feira (16), por suspeita de ter abusado sexualmente do próprio filho, 10, no Bairro Vila Montanhesa, Zona Nordeste. Segundo a Polícia Militar, ele foi flagrado por vizinhos em uma casa, na tarde de terça-feira, quando teria obrigado o menino a tirar a roupa e passado as mãos em suas partes íntimas. O suspeito acabou sendo agredido com socos e tapas por dois homens que entraram no local e confirmaram que a criança estava completamente nua na presença do pai. Um tio da vítima dormia na residência e acordou com os gritos, conseguindo cessar as agressões, mas a dupla fugiu e não foi localizada.

Questionado, o próprio garoto contou à PM que seu pai o havia chamado para dentro do quarto e o mandado se despir, acariciando sua genitália e nádegas. A avó do menino e mãe do suspeito disse à PM que já havia percebido algo estranho no comportamento da vítima, mas não havia flagrado situação de abuso. Ela também acrescentou que sofria ameaças físicas e psicológicas por parte do filho e, que inclusive, já havia registrado boletins de ocorrência e solicitado medida protetiva. O suspeito sofreu escoriações e foi medicado no Hospital de Pronto Socorro (HPS) antes de ser encaminhado para a 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil. Em depoimento, ele negou o crime. Já a criança, afirmou que estava sendo abusada há cerca de três anos e que também sofria agressões. Conforme a PM, o menino passou por exame no HPS, mas não foram constatadas lesões. O suspeito teve o flagrante confirmado por estupro de vulnerável, que pune com pena de oito a 15 anos de reclusão quem mantiver qualquer tipo de relação sexual com menor de 14 anos. O homem está no Ceresp à disposição da Justiça.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você confia nas pesquisas eleitorais?