Publicidade

08 de Março de 2013 - 16:15

Ricardo Donizette Ferreira, 37 anos, conduzia a carreta com 45 mil litros de gasolina. Empresa faz limpeza da área afetada pelo vazamento de grande parte do combustível

Por Sandra Zanella

Compartilhar
 
Caminhão transportava 45 mil litros de gasolina
Caminhão transportava 45 mil litros de gasolina

Um caminhoneiro de 37 anos morreu em um grave acidente, na noite de quinta-feira (07), no km 139,5 da BR-267, próximo a Valadares, no trecho entre Juiz de Fora e Lima Duarte. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Ricardo Donizette Ferreira conduzia uma carreta bitrem, carregada com 45 mil litros de combustível, em direção à BR-040, quando saiu da pista em uma curva, por volta das 21h40. O veículo Volvo, com placa de Pirassununga (SP), caiu em um barranco às margens da rodovia. Cerca de 60% da gasolina transportada teria vazado no local. Na manhã desta sexta-feira (08), uma ação para prevenir incêndio e monitorar a possível contaminação do solo foi realizada pelo Corpo de Bombeiros e 4ª Companhia Independente de Meio Ambiente e Trânsito Rodoviário (CiaIndMat) da Polícia Militar.

O sargento da PM de Meio Ambiente Anderson Milione foi uma das primeiras pessoas a constatar o acidente durante a noite e, pela manhã, retornou ao local para acompanhar a ocorrência. "Estava passando pela estrada por acaso, e um usuário da via já havia conseguido acionar o Corpo de Bombeiros, porque aqui não há sinal para celular. Aguardei e, em cerca de 25 minutos, eles chegaram com caminhão e viaturas de Resgate. Localizaram o corpo fora do veículo, no mato", contou.

Ainda conforme o sargento, a própria transportadora contratou uma firma para fazer a limpeza e descontaminação do solo na área. "O acidente não trouxe risco ao recurso hídrico local, que é o Rio do Peixe. Essa foi a nossa primeira preocupação. Mas estima-se que a área de contaminação no solo seja de 300 a 400 metros quadrados, porque 60% dos 45 mil litros de combustível foram perdidos. A empresa especializada vai fazer a descontaminação com o uso de retroescavadeira, após a retirada do líquido que está superficial."

Resgate foi feito por homens do Corpo de Bombeiros

Um dos bombeiros empenhados na ocorrência, sargento Evandro César Santiago, informou que foram feitos os trabalhos de sucção da gasolina que restou nos tanques e transbordo para um outro caminhão, além de resfriamento do líquido no solo. "Houve derramamento de muito combustível no terreno. Ontem (quinta-feira) já foi feito um resfriamento com espuma química própria para combate a incêndio em líquidos inflamáveis. Pela manhã, estamos jogando mais espuma, porque fizemos a medição no local e apresentou risco de explosão. Qualquer fagulha poderia causar ignição."

Segundo o representante da transportadora, Diego Gonçalves, a carreta saiu de Paulínia (SP) carregando dois tanques de gasolina com destino a Duque de Caxias (RJ). O valor da carga estava avaliado em R$ 95 mil. De acordo com ele, o motorista trabalhava há cerca de 20 dias na firma e era do município paulista de Santa Rita do Passa Quatro.

Segundo acidente

Esse foi o segundo derramamento de combustível durante acidente com carreta bitrem na BR-267 em um intervalo de um mês. No dia 7 de fevereiro, um veículo tombou na pista e interditou a rodovia às vésperas do carnaval no km 65, próximo a Bicas. O motorista, 49, saiu ileso, mas cerca de 40 mil litros de etanol vazaram dos tanques, mobilizando PRF, bombeiros e órgãos ambientais.

Galeria de Imagens

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você escolhe seu candidato através de: