Publicidade

06 de Maio de 2014 - 07:00

Por Tribuna

Compartilhar
 
Instituição havia suspendido internações e procedimentos eletivos
Instituição havia suspendido internações e procedimentos eletivos

Em viagem a Brasília, o reitor da UFJF, Henrique Duque, conseguiu a liberação imediata de recursos, junto ao Ministério da Saúde, para que o Hospital Universitário (HU) reabra as suas portas para novas consultas e internações. De acordo com o diretor-geral do hospital, Dimas Augusto Carvalho de Araújo, a previsão é que todos os procedimentos sejam retomados dentro de duas semanas.

Na última terça-feira, a instituição suspendeu as internações e procedimentos eletivos, assim como a admissão de novos pacientes que necessitem de terapia renal substitutiva, conhecida como hemodiálise, devido à escassez de recursos para a manutenção das unidades. E, a partir desta terça-feira (6), também estariam suspensos os procedimentos, como consultas, exames laboratoriais externos, procedimentos de endoscopia, exames de imagem e as cirurgias ambulatoriais. Com o recurso de cerca de R$ 6 milhões, o HU poderá saldar as dívidas com os fornecedores e prestadores e iniciar a aquisição do material em falta, segundo Dimas. O HU necessita de R$ 2.884.616,62 mensalmente para desenvolver as suas atividades. Ele recebe uma receita mensal de R$ 916.903,50, o que resulta em um déficit de R$ 1.917.713,12 por mês.

"O HU está se preparando para voltar. As consultas devem ser reabertas imediatamente, e as internações, que necessitam de material específico, irão demorar um pouco mais, cerca de duas semanas", afirma o diretor-geral.

 

Suspensão

Uma das responsáveis pela marcação de consultas do HU Dom Bosco, Daniella Gomes Marcaccini, contou que a procura pelos serviços prestados pela unidade caiu em cerca de 60%. "A maioria da população já está informada sobre a suspensão dos serviços. Estamos recebendo bastante ligações de pacientes com dúvidas. Estamos atendendo quem já estava marcado. Também não podemos deixar de atender os casos mais graves, como os câncer." Ela explicou que as consultas não estão sendo realizadas devido à impossibilidade da realização de exames no momento. Na unidade, a maioria dos atendimentos é de consultas e cirurgias eletivas.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o resultado do PIB nos dois últimos trimestres vai interferir no resultado das eleições?