Publicidade

28 de Julho de 2012 - 19:29

Por Tribuna

Compartilhar
 
Cerca de 20 pessoas aceitaram sair dos imóveis invadidos
Cerca de 20 pessoas aceitaram sair dos imóveis invadidos

Dez imóveis do programa do Governo federal "Minha Casa, Minha Vida" foram invadidos na manhã de ontem, na Rua Q, no Bairro Parque das Águas. Para controlar a ação, realizada por cerca de 40 pessoas, a Secretaria de Assistência Social (SAS) acionou apoio da Guarda Municipal e Polícia Militar. Durante o acompanhamento da situação, um homem de 34 anos arrombou uma casa, em outra região do bairro, e foi preso em flagrante pelos militares, sendo encaminhado para a delegacia, em Santa Terezinha.

De acordo com orientações da PM, para que haja desapropriação das casas da Rua Q é necessário requerimento de mandado judicial de reintegração de posse, que deverá ser solicitado na Justiça pelo proprietário do imóvel. Segundo o subsecretário de Vigilância e Monitoramento de SAS, Thiago Horta, as casas ainda não foram sorteadas para os cadastrados no programa "Minha Casa, Minha Vida" e são propriedade da construtora. "Estamos aqui para dialogar com estas pessoas e sensibilizá-las de que, apesar de estarem vazios no momento, os imóveis têm dono. Queremos negociar, principalmente, para que novas invasões não ocorram", explica Horta.

Na abordagem às famílias, representantes da SAS ofereceram acolhimento em abrigos e cadastro para os serviços de assistência do órgão. Os populares ficaram divididos. Cerca de 20 pessoas aceitaram sair dos imóveis invadidos, enquanto outros reiteraram que continuarão no local. "Nós queremos casa e não sairemos daqui. Já trouxemos os móveis que temos e aceitamos pagar para morar, não estamos pedindo nada de graça. Temos crianças para criar e precisamos de moradia", afirmou uma das participantes da invasão, a ambulante Elizabeth Martins de Souza, 33 anos.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor de fechamento de pista em trecho da Avenida Rio Branco para ciclovia nos fins de semana?