Publicidade

13 de Fevereiro de 2014 - 21:53

Por Tribuna

Compartilhar
 
Gerente acabou preso por porte ilegal de arma
Gerente acabou preso por porte ilegal de arma

Um incêndio em um dos 27 quartos de um hotel, localizado na Avenida Getúlio Vargas, quase esquina com a Rua São Sebastião, região central, mobilizou cinco viaturas do Corpo de Bombeiros no começo da noite desta quinta-feira (13). Segundo populares, por volta das 19h, o fogo começou em um cômodo no terceiro andar, que não estava ocupado no momento. Uma senhora de 81 anos, que estava no primeiro andar, precisou ser retirada pela corporação, mas dispensou cuidados médicos. Não houve vítimas. Segundo o tenente do Corpo de Bombeiros Demétrius Bastos Goulart, o incêndio não propagou para outros quartos e, a princípio, teria sido motivado por um curto circuito.

A área do hotel foi isolada, e o trânsito na Getúlio Vargas operou em meia pista entre as ruas São Sebastião e Afonso Pinto da Mota até as 20h30. A ação de combate às chamas envolveu 12 bombeiros, que utilizaram cerca de 2.500 litros de água para apagar o fogo, que consumiu toda a mobília do quarto. Até o fechamento desta edição, a Defesa Civil era aguardada no local.

Durante a ocorrência, o gerente do hotel, 46 anos, acabou preso pela PM por porte ilegal de armas. De acordo com o tenente Marcus Leandro da Silva, da 3ª Cia de Missões Especiais (3ª CME), no começo do incêndio, o homem teria pego a arma - um revólver Rossi calibre 22, com sete munições intactas -, e a colocado em uma bolsa, que foi levada para o seu carro. A arma e as munições foram apreendidas.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Governo federal deve refinanciar as dívidas dos clubes de futebol?