Publicidade

12 de Junho de 2014 - 10:03

Em JF, 4 magistrados foram anunciados para substituir Amaury, afastado de suas funções

Por Tribuna

Compartilhar
 
Juiz deixa sítio no Graminha com agentes da PF
Juiz deixa sítio no Graminha com agentes da PF

Atualizada às 14h50

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) ratificou o flagrante feito contra o juiz da Vara de Execuções Criminais de Juiz de Fora, Amaury de Lima e Souza, por porte de armamento de uso restrito. O magistrado está detido na Região Metropolitana de Belo Horizonte, onde será mantido até amanhã, quando haverá sessão extraordinária para aferir a legitimidade da prisão.  

Abaixo, nota de esclarecimento do TJMG: 

"Em decorrência de Procedimento instaurado perante o Órgão Especial do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, que autorizou a investigação de condutas em tese delituosas atribuídas ao magistrado Amaury de Lima e Sousa, foi expedido mandado de busca e apreensão na residência deste, ocasião em que a Polícia Federal, incumbida do cumprimento da ordem, encontrou armamento de uso restrito no local, o que, em tese, caracteriza a prática de delitos previstos no Estatuto do Desarmamento ( arts. 12 e 16 ).

Em cumprimento ao que determina a Lei Orgânica da Magistratura - LOMAN, o magistrado foi apresentado ao Tribunal de Justiça, lavrando-se o auto de prisão que, em decorrência da pré existência do sobredito procedimento, foi imediatamente encaminhado à Relatora, Desembargadora Márcia Milanez, a quem cabe deliberar sobre o fato e aferir a legitimidade da prisão em todos os seus contornos. A matéria será submetida ao Órgão Especial do TJMG em sessão extraordinária convocada para o dia 13/06/2014, conforme as determinações legais."

Substituição

O diretor do Foro da Comarca de Juiz de Fora, Edir Guerson de Medeiros, acaba de anunciar o nome dos quatro juízes que irão substituir o magistrado que foi afastado da Vara de Execuções Criminais (VEC), Amaury de Lima e Souza. No lugar dele, ficarão Paulo Tristão Júnior, Cristina Thurler, Sônia Jordano e José Clemente. Todos têm atividades em outras varas, mas responderão pela VEC com plena jurisdição. Edir vai fornecer suporte administrativo para reestruturar a vara. Na próxima semana, ele se reunirá com os juízes que foram designados para o cargo. 

Na manhã de hoje, o diretor do Foro teve um encontro a portas fechadas com o juiz auxiliar da Corregedoria de Belo Horizonte, Sérgio André da Fonseca Xavier. Eles conversaram sobre o futuro da Vara de Execuções Criminais.

Amaury de Lima e Souza foi apresentado, hoje pela manhã, ao presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), desembargador Joaquim Herculano Rodrigues. Amaury foi conduzido para Belo Horizonte pela Polícia Federal, durante a madrugada, após realização de busca e apreensão em dois imóveis no Alto dos Passos e no Graminha, na Zona Sul de Juiz de Fora. Ele está afastado de suas funções por decisão do TJMG.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor de fechamento de pista em trecho da Avenida Rio Branco para ciclovia nos fins de semana?