Publicidade

06 de Junho de 2014 - 21:55

Por Tribuna

Compartilhar
 

Alex Sandro Furiati, 34 anos, que responde pelo assassinato do presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), foi considerado doente mental, de acordo com o laudo de sanidade mental concluído pelo Hospital de Toxicômanos. Vandir Domingos da Silva tinha 63 anos quando foi alvejado com quatro tiros dentro de um estacionamento, na Rua Marechal Deodoro, no Centro de Juiz de Fora, em 27 de janeiro deste ano. O documento, encaminhado ao Tribunal do Júri na última quarta-feira, tem 12 páginas e traz a assinatura de um especialista em psiquiatria e um perito em psiquiatria forense.

De acordo com o presidente do Tribunal do Júri, juiz José Armando Pinheiro da Silveira, depois de sua avaliação do laudo, o exame será enviado ao Ministério Público e à Defensoria Pública, a fim de ser analisado. "Depois, o laudo volta para o juiz, que, se concordar com o resultado, poderá substituir a pena por uma internação em um manicômio judiciário para tratamento por tempo indeterminado. Porém, se o juiz entender que o laudo não expressa a verdade, o réu será mandado para o julgamento normal", explicou o magistrado, acrescentando que o réu está preso e, por esta razão, seu julgamento deve ser feito de forma imediata. O juiz previu um prazo de 15 dias para a conclusão desse processo.

O laudo apontou que Alex, na época do crime, era portador de doença mental de natureza psicótica e, em virtude dela, inteiramente incapaz de entender o caráter ilícito do fato. Em trecho do documento que analisa a dependência toxicológica, o exame aponta que o acusado era dependente de múltiplas drogas, além de constatar que ele é perigoso para si e para terceiros, necessitando de medida de segurança detentiva e tratamento por, no mínimo, três anos. No laudo, também consta que, em exame psíquico atual, o réu apresenta "linguagem incoerente, evidenciando pensamento com alteração em seu curso e alteração da forma. Conteúdo ilógico e incoerente. Atividade delirante de cunho místico grandioso e persecutório".

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você está evitando contrair dívidas maiores em função da situação econômica do país?