Publicidade

05 de Junho de 2014 - 11:05

Por Tribuna

Compartilhar
 
Detidos são suspeitos de roubos e homicídios
Detidos são suspeitos de roubos e homicídios

Oito homens, com idades entre 18 e 32 anos, foram presos nesta quinta-feira (5) durante a operação "Legalidade III", deflagrada pela Polícia Civil para capturar suspeitos de roubos e homicídios. Mediante cumprimento de mandados de prisão temporária expedidos pela Justiça, os policiais conseguiram localizar quatro pessoas que, conforme as investigações, estariam envolvidas em assassinatos ocorridos em abril e outras quatro suspeitas de assaltos a taxistas e a residência nos últimos meses. Ainda no decorrer da manobra, um nono homem foi detido em flagrante por tráfico na Zona Sul. Segundo a delegada regional, Sheila Oliveira, a ação batizada de "Legalidade" aconteceu em todo o estado. "Esses crimes que resultaram nas prisões já estavam sendo investigados, com inquéritos instaurados. As prisões deverão ser convertidas em preventivas, porque a participação deles está confirmada".

Segundo o titular da Delegacia Especializada de Homicídios, Armando Avolio, dois dos presos são irmãos, suspeitos do homicídio de Isaias Aparecido Matos, 31, morto em via pública na frente da própria mãe, 57, e de uma irmã, 38, na Vila Olavo Costa, Zona Sudeste, no dia 21 de abril. Isaias já estaria sofrendo ameaças de morte e teria temido a aproximação da dupla. Ao tentar correr para casa, ele foi atingido por disparos, sofrendo perfurações no tórax e na região da clavícula. A vítima morreu o local. Segundo o delegado, Isaias teria um relacionamento com a mãe dos suspeitos. "Os irmãos souberam que ele estava agredindo a mãe deles."

Também foi capturado o homem suspeito de matar Jonas Gomes da Silva, 22, no dia 23 de abril, na Rua Orlando Riani, no Bairro Nossa Senhora Aparecida, Zona Leste. O jovem sofreu oito perfurações à bala pelo corpo. "Esse crime foi motivado por dívida", pontuou o delegado. Os policiais ainda prenderam o suposto envolvido no assassinato de Jordano da Silva Rodrigues, 22, morto a tiros em Igrejinha, Zona Norte, no dia 30 do mesmo mês. Ele estava na Rua Arno Krambeck Duque, quando foi surpreendido por dois criminosos em uma motocicleta. Portando duas armas, a dupla abriu fogo contra a vítima, que ainda tentou correr para escapar dos disparos, mas acabou sendo alvejada. Mesmo com o rapaz já caído em via pública, os bandidos ainda desembarcaram do veículo e executaram a vítima com mais dois tiros na cabeça. "Esse homicídio aconteceu por vingança relacionada a outra morte", explicou o titular da especializada.

 

Assaltos

Já a Delegacia de Repressão a Roubos cumpriu mandados de prisão no São Pedro, Cidade Alta, no Bairro Nossa Senhora de Lourdes, região Sudeste, e no município de Lima Duarte (MG). Segundo a delegada Patrícia Ribeiro, dois presos teriam participação no violento assalto ocorrido no dia 27 de abril em uma residência no Bairro Viña del Mar, na Cidade Alta. Cinco pessoas da família foram feitas reféns, incluindo uma criança de 3 anos. "Eles amarraram as vítimas, atiraram no interior da casa e fugiram no carro da família", lembrou a titular. O disparo atingiu uma porta. Os bandidos levaram dinheiro, joias e eletrônicos.

Os outros dois presos são suspeitos de roubos a três taxistas na Zona Sudeste. "Acreditamos que possa haver mais vítimas. Eles embarcavam no Centro, pediam corrida até o Bairro de Lourdes, onde anunciavam o assalto. Em um dos casos chegaram a tentar golpear o taxista com faca", informou Patrícia.

Para a delegada regional, Sheila Oliveira, a operação possibilita uma resposta mais imediata a partir das investigações. "Conseguimos mostrar o trabalho da Polícia Civil, que é de repressão após a consumação do crime."

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor de fechamento de pista em trecho da Avenida Rio Branco para ciclovia nos fins de semana?