Publicidade

10 de Março de 2014 - 10:24

Casos foram registrados nos bairros Monte Castelo,São Benedito e Granjas Betânia. Um jovem de 18 anos foi preso

Por Tribuna

Compartilhar
 

Atualizada às 16h35

Em fim de semana violento, três homicídios foram registrados em Juiz de Fora. No último deles, um homem de 32 dois anos teria sido morto a facadas por um jovem de 18, no Bairro Monte Castelo, Zona Norte. O suspeito acabou preso no Bairro Parque das Águas, mesma região, pouco depois do crime. De acordo com o boletim de ocorrência, Francismar de Barros foi encontrado caído no chão da Rua Coronel Quintão, com  perfurações causadas por objeto perfurocortante na mão direita, tórax esquerdo e pescoço do mesmo lado, por volta das 19h30 desse domingo (9). O óbito foi constatado pelo Samu, e o corpo foi encaminhado para o IML por uma funerária. A perícia também trabalhou no local.

Populares deram informações sobre o suspeito aos PMs e contaram que ele teria fugido em direção ao Parque das Águas, para se esconder na casa de uma irmã. Os militares seguiram para o local e conseguiram capturar o jovem, após ele ter tentado fugir. O rapaz teria confessado o crime, alegando que a vítima tinha uma dívida de R$ 100 referente à compra de drogas. Além disso, o suposto autor contou que Francismar queria matá-lo, e, por isso, os dois teriam brigado. Depois da discussão, o jovem teria ido a sua residência, pegado duas facas e voltado a se desentender com a vítima, desferindo três golpes contra ela. O suspeito foi encaminhado para a delegacia. Antes disso, ele teria mostrado aos policiais onde as armas brancas estavam. Os objetos foram apreendidos junto com mais R$ 29,75 que estavam no bolso do rapaz.

São Benedito

Mais cedo, durante a madrugada, um homem de 27 anos foi morto a tiros na laje de um bar no Bairro São Benedito, Zona Leste da cidade, durante uma chopada. Quando os policiais chegaram ao local, encontraram a vítima já sem vida. O Samu foi acionado, confirmou o óbito e o corpo foi encaminhado ao IML. A perícia também esteve no local e constatou que a vítima teve duas perfurações por arma de fogo, no peito e no ombro, sendo que provavelmente os disparos teriam sido feitos a pouca distância.

Conforme o documento policial, testemunhas contaram que estavam na festa, quando ouviram disparos e viram Douglas Culaoni caído no chão. O proprietário do estabelecimento mostrou o alvará de funcionamento do bar aos militares, porém, teria informado que a chopada aconteceu sem nenhum tipo de autorização. Durante os trabalhos, os policiais receberam informações anônimas sobre o suspeito, que não foi encontrado.

Granjas Betânia

Já na madrugada de sábado (8), outro homem de 27 anos havia sido morto na cidade, desta vez no Bairro Granjas Betânia, região Nordeste. Daniel Lourenço de Oliveira foi encontrado ferido e sangrando na Rua Avelino Jacob da Silva, por volta de 1h. Ele foi socorrido com vida pelo Samu e encaminhado ao Hospital Maternidade Therezinha de Jesus, onde morreu na manhã do mesmo dia. 

O boletim de ocorrência elaborado pela PM não informa se a vítima foi baleada ou atingida por outro objeto. O laudo da perícia da Polícia Civil ainda não foi repassado ao IML, para onde o corpo foi encaminhado após a morte. O registro policial informa que uma testemunha ouviu um barulho e, quando foi verificar o que era, encontrou Daniel caído no chão, ferido. Ainda conforme consta no BO, a provável motivação do crime seria dívida com o tráfico de drogas.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que a Justiça agiu corretamente ao permitir, por habeas-corpus, a soltura dos ativistas presos durante a Copa?