Publicidade

23 de Janeiro de 2014 - 21:33

Por Tribuna

Compartilhar
 

Uma mulher de 26 anos foi assaltada na noite de quarta-feira (22), por volta das 20h15, na Avenida Rio Branco, em frente a um ponto de ônibus nas imediações do Mergulhão. Além dela, pelo menos outros três pedestres foram abordados por criminosos armados na região central.

Segundo o boletim de ocorrência da Polícia Militar, a pedestre rendida perto do Mergulhão foi abordada por um homem que a ameaçou com um objeto semelhante a uma arma de fogo debaixo da camisa. O ladrão conseguiu roubar o celular da mulher e uma quantia em dinheiro, cujo valor não foi revelado. O homem teria dito que ela deveria entregar o celular para não morrer e exigiu que a vítima não olhasse para trás, caso contrário, ele atiraria. O criminoso fugiu em direção à Rua José Calil Ahouagi. Foi feito rastreamento na área, mas o suspeito não foi localizado.

Na última semana, a Tribuna denunciou a falta de segurança e uma onda de assaltos que acontecem na área. Moradores e comerciantes do entorno organizaram um abaixo-assinado com mais de mil nomes, solicitando a implantação de posto policial fixo na região. A rotina de medo tem mudado os hábitos de pessoas que precisam passar pelo trecho já que a insegurança ronda a área de dia e à noite.

 

Mais violência

Ainda na área central, um jovem de 20 anos levou um tapa no rosto e teve uma faca apontada para a barriga durante assalto na parte alta da Rua Halfeld, no Bairro Paineiras. Outro roubo já havia acontecido nas proximidades dali por volta das 21h40 de quarta-feira. Dois jovens de 24 anos relataram que caminhavam pela Rua Benjamin Constant, na esquina com a Tiradentes, no Santa Helena, quando viram dois indivíduos vindo no sentido oposto. A dupla teria simulado estar armada e abordado uma das vítimas, que teve roubado um celular e cerca de R$ 50. Do outro jovem, os suspeitos levaram uma pulseira e um cordão de prata, além de relógio e celular.

Já durante a tarde de quarta-feira, um homem, 52, teria sido abordado por uma dupla em uma moto com a placa coberta, na Rua Floriano Peixoto. A vítima disse que estava próxima da Avenida Rio Branco, por volta das 14h, quando um dos bandidos, portando um revólver, teria anunciado o assalto, empurrando-a contra a parede. Os suspeitos teriam ainda tirado o celular do bolso do homem e depois fugido em direção ao Manoel Honório. Durante a ação, a carteira do assaltado teria caído no chão, não sendo vista pelos ladrões, que não a levaram.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você confia nas pesquisas eleitorais?