Publicidade

07 de Junho de 2014 - 17:03

Por Tribuna

Compartilhar
 
Fiéis saíram em passeata atrás de três trios elétricos
Fiéis saíram em passeata atrás de três trios elétricos

A Praça Antônio Carlos voltou a ser local de concentração, neste sábado (7), de milhares de pessoas que participavam da Marcha para Jesus. Conforme previsto, os fiéis saíram em passeata atrás de três trios elétricos pelas avenidas Itamar Franco, Rio Branco e Getúlio Vargas às 15h, tendo retornado ao ponto de encontro às 17h. Os shows de bandas gospel do Rio de Janeiro e de São Paulo se estenderiam até as 22h. Apesar de o trânsito nas ruas do entorno ter apresentado pontos de retenção a partir das 13h, o fechamento parcial das vias só foi feito às 14h30. Nesse horário, os ônibus que subiam a Getúlio Vargas fizeram o desvio pela Rua Marechal Deodoro. Segundo a Secretaria de Transporte e Trânsito (Settra), como não foi preciso realizar a interdição total, as ruas só foram sendo fechadas de acordo com o avanço da marcha.

Para o Conselho dos Pastores, responsável pela organização do evento, cerca de 70 mil pessoas devem ter percorrido as ruas do Centro, sendo que o momento de maior número de público ocorreu na altura do Parque Halfeld. Já a Polícia Militar estima quatro mil participantes. "É um evento cristão e não só de evangélicos e, por isso, aberto a qualquer um que queira louvar Jesus", afirmou o pastor José Carlos Dias Vieira, destacando que o tema escolhido para este ano - "Foi por amor, foi por você" - procurou voltar as atenções para o objetivo do evento. Em 2013, a marcha levantou a discussão do aumento da violência em Juiz de Fora. "De tempos em tempos, a gente destaca a realidade da cidade, mas não podemos perder o foco de que é uma Marcha para Jesus", completou o pastor.

Pegando carona no clima da Copa do Mundo, o Ministério Jovem Ágape, da Comunidade Evangélica Missionária Semear, do Bairro Aracy, se vestiu de verde e amarelo. "No meio de tanto protesto e violência, a Copa do Mundo também tem que promover a pacificação, a união", destacou o gerente de produção Jonas dos Santos, 27 anos. Do Bairro Bonfim, saiu uma trupe de 30 componentes decididos a evangelizar por meio da arte. Formado por crianças, adolescentes e adultos que se dedicam às artes cênicas, o Ministério Eloihim levou para o evento uma apresentação de dança e teatro.

"É um momento em que pessoas de todas as idades se reúnem para adorar o nosso Deus, que morreu para nos salvar", disse a professora Ester Mariane, 22 anos, membro do grupo. Acompanhada de quatro crianças, a cozinheira Áurea Aparecida da Silva, de 36 anos, aproveitou o evento para incentivar as filhas a seguirem "o caminho do bem". "A gente tem que criar nossos filhos no caminho do senhor, para que eles não se envolvam com drogas e más companhias. Também é uma oportunidade de diversão".

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você leva em consideração a escolaridade do candidato na hora de votar?