Publicidade

16 de Janeiro de 2014 - 14:33

Por Tribuna

Compartilhar
 

Começa nessa sexta-feira (17) e segue até a próxima terça (21) a matrícula na UFJF dos aprovados no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Os horários estão organizados de acordo com os cursos (ver quadro). Para efetuar a inscrição, os estudantes devem levar duas cópias da certidão de nascimento ou de casamento e uma cópia do histórico escolar completo do ensino médio, de documento de identidade, do título de eleitor, do comprovante da última eleição e um retrato 3×4 recente.

Os aprovados pelas cotas A e B, que se enquadram em certos critérios de renda, também devem preencher e apresentar o "Formulário - informa renda". Para conferir a documentação restante que comprova a situação familiar e financeira, o candidato deve acessar a orientação para matrícula disponibilizada pelo Coordenadoria de Assuntos e Registros Acadêmicos (Cdara). Os que se autodeclararam pretos, pardos ou indígenas (grupo D) não precisam de nenhum tipo de documentação comprobatória.

Já a segunda chamada do Sisu deve ser divulgada dia 27 de janeiro, enquanto as matrículas estão marcadas para 31 de janeiro, 3 e 4 de fevereiro. Nesta etapa, o candidato ainda estará concorrendo para sua primeira opção de curso. Caso o estudante já esteja matriculado na sua segunda opção e consiga uma vaga no curso de primeira opção, a realização da matrícula neste curso implicará o cancelamento automático da inscrição efetuada anteriormente.

Caso o aluno não seja convocado na primeira nem na segunda chamada, ainda há a possibilidade de entrar na lista de espera da UFJF. Para isso o interessado deve registrar-se no site do Sisu de 27 de janeiro a 7 de fevereiro. A participação na lista de espera só poderá ser feita na primeira opção de curso do candidato. A lista de espera será divulgada a partir de 11 de fevereiro, e a convocação dos candidatos acontecerá caso surjam vagas ociosas.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?